Não deu para o Bolívar. Jogando em La Paz, os celestes precisavam vencer o Racing por dois gols de diferença para avançar na Copa Libertadores. Até abriram o placar, pouco antes de cederem o empate por 1 a 1, suficiente aos argentinos. No entanto, os bolivianos ao menos se candidatam ao prêmio de gol mais bonito da atual edição do torneio sul-americano. Gastón Cellerino foi responsável por um voleio perfeito.

O lance aconteceu aos 24 minutos do segundo tempo. Após cruzamento de Juan Carlos Arce, o atacante executou a jogada espetacular. Preparou a acrobacia e venceu o goleiro Sebastián Saja. O problema é que o Racing se recobrou rapidamente da desvantagem. O gol da classificação da Academia aconteceu quatro minutos depois, com o substituto Roger Martínez – atacante colombiano de 21 anos que, aliás, já tinha se demonstrado decisivo para colocar seu país nos Jogos Olímpicos de 2016.

Somando nove pontos, o Racing fica com a segunda posição do Grupo 3. O líder é o Boca Juniors, que emendou a terceira vitória consecutiva com direito a goleada: 6 a 2 sobre o Deportivo Cali. Diante do gramado péssimo de La Bombonera, castigado pelas chuvas, os xeneizes deslancharam no segundo tempo, depois de uma virada relâmpago dos colombianos ao final da primeira etapa. Autor de dois gols, inclusive uma bela cobrança de falta, Carlos Tevez terminou como um dos destaques.