O domingo seria de emoção em Amsterdã, todos já estavam cientes. O Ajax disputou o seu primeiro jogo desde o falecimento de Johan Cruyff. E tanto a torcida quanto a diretoria se empenharam para produzir um belíssimo tributo ao homem que foi criado dentro do clube. A imagem do craque surgiu em diferentes pontos da cidade, até que as homenagens se concentrassem na Amsterdam Arena. Tudo para exaltar o gênio que, bem mais do que um ídolo, transformou a história dos alvirrubros. De uma equipe semiprofissional, o Ajax se tornou uma potência mundial graças ao camisa 14.

VEJA TAMBÉM: Como a juventude turbulenta moldou a personalidade revolucionária de Cruyff

 

O primeiro foco aconteceu em Betondorp, o bairro proletário no leste de Amsterdã onde Cruyff nasceu. Um cortejo com faixas e com o rosto da lenda saiu rumo ao estádio, no qual o Ajax enfrentaria o PEC Zwolle. Contou até mesmo com a participação de antigos ídolos, a exemplo de Edwin van der Sar e Marc Overmars. Já no principal portão da arena, onde os ultras costumam fazer a sua festa, os sinalizadores tiveram motivação especial para celebrar o eterno craque.

Dentro do estádio, enormes réplicas das camisas de Cruyff se estenderam em campo – os uniformes com os quais se celebrizou por Ajax, Holanda e Barcelona. No aquecimento, os jogadores vestiram agasalhos especiais com o número 14, enquanto a camisa de jogo tinha um patch em honra ao mito. As ações se seguiram com a entrada das equipes em campo, enfeitada por um mosaico nas arquibancadas. O filho Jordi Cruyff, presente no local, não segurou a emoção. Já no 14º minuto de bola rolando, o duelo paralisou para que o ídolo fosse aplaudido e tivesse o seu nome gritado pela multidão.

VEJA TAMBÉM: Johan Cruyff colocou a Holanda no mapa do futebol mundial

Por fim, a homenagem se completou com a vitória do Ajax. A equipe de Frank de Boer venceu o Zwolle por 3 a 0, com um gol de Lasse Schöne e dois de Arkadiusz Milik. O resultado manteve a vantagem dos Godenzonen na liderança, dois pontos à frente do PSV, restando cinco rodadas para o fim da campanha. A conquista da taça poderia ser o ápice do tributo, com os alvirrubros voltando ao lugar onde Cruyff se acostumou a colocá-los: no topo.


Os comentários estão desativados.