O jogo foi muito duro para o Barcelona. Jogar no estádio Mestalla, como esperado, é muito difícil. O Barça não teve criatividade, sofreu, viu o Valencia marcar muito forte e fechar os espaços. Messi, bem marcado, tentou, mas não conseguiu marcar. O jogo caminhava para um 0 a 0 que o Valencia fez por merecer com uma atuação consistente, mas o Barcelona não desistiu. Com um gol nos acréscimos, aos 48 minutos do segundo tempo, o volante Sergio Busquets conseguiu vencer o goleiro Diego Alves, que fazia milagres, para dar a vitória ao time catalão.

VIOLÊNCIA: Briga de torcidas de Atlético de Madrid e Depor que terminou em morte tem pano de fundo político
RIVAL: Ancelotti leva o Real Madrid à maior sequência de vitórias da história do clube

O lance teve Messi pela direita cruzando para a área, cabeçada à queima-roupa de Neymar que Diego Alves defendeu e um rebote com a bola pipocando na área. Foi então que Busquets soltou uma bomba de pé esquerdo, que nem Diego Alves conseguiu defender – embora tenha tentado e quase chegou nela. Estava perto demais, seria preciso mesmo um milagre para conseguir defender.

Um gol importantíssimo para o Barcelona, que arranca os três pontos em um jogo para lá de complicado contra um dos adversários mais fortes da liga. O Valencia deixou o grupo dos quatro primeiros colocados, mas certamente estará por ali até o final. Uma briga forte que quem for ao estádio Mestalla vai sentir. Se os Ches jogarem contra os adversários como jogaram contra o Barcelona, poucos arrancarão pontos. O Barça arrancou. Os catalães chegam a 31 pontos, dois a menos que o Real Madrid, líder com 33.

Veja o gol de Busquets: