Levando em conta a longevidade de sua carreira profissional, Francesco Totti não possui tantas aparições ou histórias tão marcantes na Liga dos Campeões. No entanto, não dá para negar que o camisa 10 ajudou a abrilhantar o principal torneio de clubes da Europa nas últimas décadas. Verdadeira lenda, Il Capitano impôs respeito contra os melhores. E a maior prova disso veio naquela que talvez tenha sido a sua última exibição na Champions. Durante a derrota da Roma por 2 a 0 para o Real Madrid, a entrada do veterano em campo rendeu uma digníssima homenagem da torcida que lotava as arquibancadas do Estádio Santiago Bernabéu.

VEJA TAMBÉM: E se Totti tivesse sido contratado pelo Real Madrid?

Tudo bem que Totti saiu a campo com o confronto já definido, aos 29 minutos do segundo tempo. Ainda assim, os madridistas se levantaram das suas cadeiras e aplaudiram em pé o capitão da Roma. Uma reverência raras vezes recebida por adversários no Bernabéu, e sempre depois que eles já tinham arrebentado com a partida – a exemplo de Iniesta, Maradona e Ronaldinho pelo Barcelona, ou de outro camisa 10 italiano pela Champions, Alessandro Del Piero, após a fabulosa atuação na fase de grupos em 2008/09. Totti, por sua vez, só precisou pisar em campo. Admiração também por aquele que negou o próprio Real Madrid, apenas para seguir defendendo o clube do coração.

Depois do jogo, outra imagem de adoração a Totti se evidenciou na saída do Santiago Bernabéu. Sergio Ramos exibiu com orgulho à imprensa a camisa que trocou com o capitão, com o seu autógrafo nas costas. Um ídolo tão grande que acaba reverenciado por outros ídolos do esporte. E que possivelmente fará falta nas próximas edições da Champions.