Hellas Verona e Vicenza fazem um dos clássicos mais tradicionais do futebol italiano. É o Dérbi do Vêneto, conhecido pela animosidade entre as duas torcidas, com largo histórico de confusões. Os dois clubes mais tradicionais e vitoriosos do Vêneto se enfrentam desde 1906, em jogo marcado pelo aguaceiro que tomou o campo. Desde então, são 94 confrontos, com 35 vitórias para cada lado. Conta igualada neste sábado pelo Vicenza, em uma partida marcada novamente pelos extremos climáticos.

O Dérbi do Vêneto não acontecia desde 2012/13, quando os dois times estavam na Serie B e o Vicenza caíra à terceira divisão. Nesta temporada, o reencontro só possível após o rebaixamento do Verona no último Italiano. E, mesmo fora de casa, o favoritismo era todo dos gialloblù, líderes da segundona, enquanto o Vicenza era o vice-lanterna. Mas sabe aquele papo que não existe favoritismo em clássico? Então: justamente o Vicenza venceu, por 1 a 0.

E dá para dizer que a natureza deu sua ajudinha para a surpresa. O jogo decorria em condições normais, até que uma neblina densa tomou conta do Estádio Romeo Menti. Apesar disso, a arbitragem decidiu continuar com o segundo tempo – as condições em campo eram melhores do que as de quem assistia nas arquibancadas, embora também difíceis. Aos 24 minutos, Cristian Galano marcou o gol decisivo, em um lance no qual parte da torcida teve dificuldades de comemorar. O resultado, porém, não tirou o Verona da liderança e nem o Vicenza da zona de rebaixamento.