O vice-presidente do Boca Juniors, José Beraldi, garantiu no início desta tarde que o técnico Claudio Borghi permanecerá a frente da equipe até o fim do ano apesar das inúmeras renúncias indiretas por parte do comandante. Borghi tem se mostrado inseguro principalmente por uma possível proposta para comandar a seleção chilena.

Na segunda à noite, o treinador admitiu em um programa de rádio que seria muito complicado falar de seu futuro, já que “muitas coisas mudam em uma semana de trabalho”, e comparou a demissão de Ángel Cappa do River Plate e a saída de Marcelo Bielsa do Chile. Inseguro, o treinador admitiu que não sabe se estaria à frente da equipe no superclássico.

Contudo, José Beraldi garante que Borghi não estaria disposto a sair do clube e banca o treinador até o fim do ano. “Ele está tranquilo, com as mesmas forças desde que assumiu o clube e temos a intenção de dar continuidade ao trabalho dele. Ele não quer ir e pretende reverter essa situação. Nossa intenção é que assim que terminar o campeonato, nós iremos fazer uma avaliação. Ele será o técnico do Boca no Superclássico”, destacou. (FutebolPortenho.com.br)