Um dos assuntos mais tratados no futebol europeu neste meio de ano, época sem jogos dos clubes, é a volta de Neymar ao Barcelona – se é que vai acontecer. O jogador deixou o Barcelona para se transferir ao PSG por € 222 milhões em agosto de 2017, mas dois anos depois, pode fazer o movimento de volta. Informações de veículos espanhóis, como o jornal El País, é que há negociações em andamento para que isso aconteça. Isso, claro, nos bastidores. Oficialmente, o dirigente do Barcelona que apareceu para falar despistou e falou sobre dificuldades para que isso aconteça.

“Neymar quer voltar ao Barcelona”, afirmou o vice-presidente do clube catalão, Jordi Cardoner, em entrevista coletiva em que apresentava projetos da área social da entidade. Apesar do assunto da coletiva não ser Neymar, evidentemente os repórteres aproveitaram um dirigente dos blaugranas para perguntar sobre a possibilidade do brasileiro retornar à equipe que defendeu de 2013 a 2017.

A possível chegada de Neymar ainda é uma operação que parece complicada. O jogador precisa abrir mão de um salário muito alto no PSG, há um processo do brasileiro contra o clube por conta do pagamento de um bônus na assinatura do último contrato que teve antes de sair e ainda tem a questão da massa salarial elevada do Barcelona e a necessidade de equilibrar as contas. Para isso, são necessárias vendas de jogadores para poder compensar e equilibrar o clube em termos financeiros.

“Há muitas coisas em sua saída que eu não gostei, muitas coisas para resolver. É preciso mudar os cenários”, afirmou o dirigente blaugrana, bastante cauteloso. Cardoner se refere especialmente à disputa judicial de € 8,5 milhões como bônus de assinatura do contrato de Neymar, que o clube e recusa a pagar porque diz que ele não cumpriu o vínculo. Segundo o El País, já se sabe dentro do clube que, caso a volta de Neymar seja concretizada, ele abriria mão desse processo.

“Até onde eu sei, o Barcelona não deu nenhum passo na direção de contratá-lo, nem nós queremos contratá-lo”, disse o dirigente, aparentemente tentando despistar. “A diretoria não tratou disso, mas há um desejo do jogador [em retornar]. Parece que Neymar quer voltar, ou ao menos o que ele expressou, mas não é algo que está na mesa. Não é verdade que o Barça está se preocupando com a contratação de Neymar”.

“Não sabemos se a operação vai se concretizar ou não, mas não me surpreende que um jogador que saiu queira voltar. Não há muitos lugares como o Barça e Barcelona. Há outros que saíram e voltaram, como Cesc [Fàbregas] e [Gerard] Piqué. Neymar é um grande jogador. Naquele momento, porém, ele quis sair. Agora? Não podemos avaliar isso neste momento, mas não fizemos contato com ele”. Algo que, ainda segundo o El País, não corresponde completamente à verdade, porque até mesmo o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, já se envolveu na negociação.

Segundo a ESPN americana, o Barcelona já tem alinhado o pagamento da multa de € 120 milhões de Antoine Griezmann. Embora seja uma transferência gigantesca, o que se diz é que o clube estaria disposto a contratar ambos jogadores. Para isso, precisará vender. Nomes como Philippe Coutinho, Ivan Rakitic e Samuel Umtiti estão na lista dos negociáveis para levantar recursos e também diminuir a folha salarial do elenco. Jogadores como André Gomes e Jesper Cillensen já deixaram o clube e o goleiro Neto, brasileiro, veio do Valencia em contrapeso pela transferência do goleiro reserva holandês.