No final de outubro, Marco Verratti assinou novo contrato com o Paris Saint-Germain, estendendo a previsão de sua estadia no clube da capital francesa até 2024. Desde 2012 no PSG, já é figura forte no elenco, e é por isso que sua palavra carrega algum peso quando fala sobre assuntos referentes ao time parisiense. E, para ele, Neymar “sabe que tem que compensar por algo”.

Em entrevista ao programa Téléfoot, da emissora francesa TF1, Verratti afirmou que Neymar está bem no clube, lamentando não poder estar em campo atualmente, mas “trabalhando bem”. Sobre a permanência do brasileiro no PSG após a insistência e as declarações públicas de que gostaria de voltar ao Barcelona, o italiano vê o camisa 10 consciente de que precisa reconquistar o público parisiense.

“A certa altura, ele decidiu partir. Depois disso, ele teve alguns momentos difíceis. É por isso que às vezes você quer voltar para um lugar onde se sente um pouco mais amado. Mas, no final, ele permaneceu e tem treinado ainda melhor do que antes. Ele sabe que tem que compensar por algo. Ele quer muito voltar (aos gramados) o mais depressa possível.”

Neymar tem desfalcado o PSG desde a metade de outubro, quando sofreu lesão na coxa direita. O momento para se machucar foi ruim, já que fazia seus primeiros jogos na temporada na tentativa de reconquistar a torcida, ainda que apenas pela Ligue 1, já que cumpria suspensão na Champions League por reclamação contra a arbitragem na edição passada, depois de eliminação para o Manchester United.

Neymar não foi o único brasileiro tema de conversa na entrevista de Verratti à TF1. O italiano elogiou a decisão do Paris Saint-Germain de recontratar Leonardo para o cargo de diretor de futebol. O executivo tem sido, desde que retornou à França, um porta-voz importante, blindando donos do clube e treinador e se envolvendo também em arranca-rabos, como com o ídolo francês Michel Platini.

“Conheço-o há muito tempo. Mantivemo-nos em contato quando ele saiu de Paris (em 2013). Quando havia pequenos problemas, conversávamos. O PSG fez uma boa escolha ao trazê-lo de volta”, avaliou Verratti.

Atualmente um dos jogadores símbolos do PSG na era Catar, o italiano não demonstra vontade alguma de tentar outra aventura no futebol. Pelo contrário, fala até de se aposentar na equipe francesa, mesmo que esteja relativamente distante disso (afinal, tem apenas 27 anos).

“Fiquei no PSG porque este clube me dá tudo o que procuro no futebol. Não tenho problemas em terminar a minha carreira aqui. Algumas pessoas me dizem: ‘Por que você não procura outra experiência?’ Porque, para mim, aqui, é como se fosse o primeiro dia. Quero sempre ajudar a equipe. Para mim, ganhar aqui será diferente de ganhar em outra equipe.”