Juan Sebastián Verón ainda atua pelo Estudiantes, mas o meio-campista já projeta seu futuro para o fim de sua carreira nos campos, anunciada para o fim da temporada. Nesta quinta-feira, Germán Lerche, membro do Comitê de Seleções da AFA, confirmou que Verón passará a fazer parte do corpo técnico da seleção argentina a partir de 2012.

“É um tema que está quase fechado. Falamos sobre a seleção e, principalmente, sobre as categorias de base. É um projeto pensando nos próximos seis ou sete anos, para que haja a renovação que a seleção precisa ter”, disse o meio-campista, sem confirmar o acerto. Entre os fatores que pesam para a sua indicação está a boa relação com o elenco da seleção, principalmente com Lionel Messi.

Lerche aponta que Verón trabalhará principalmente no setor de formação da albiceleste: “Vamos seguir conversando, para que ele ocupe o lugar de manager.Com sua experiência e sua opinião, ele irá acompanhar a equipe não apenas nas eliminatórias e na Copa do Mundo, mas também com as equipes de base, tudo relacionado à seleção. É uma figura que não devemos desperdiçar, sua opinião será muito valiosa para nós”.

O jogador, no entanto, contou que o nome de sua posição na entidade ainda não está definido: “O nome do cargo ainda não saiu. O título de manager não agrada os dirigentes, porque seria como uma sombra por trás da comissão técnica. Será com outro nome, mas a ideia é projetar principalmente o que acontecerá na base, que é o mais importante hoje. A conversa se baseou nisso. E, claro, acompanhar o processo na seleção principal”.

O jogador de 36 anos segue se recuperando de uma lesão sofrida no tornozelo. No início de outubro, Verón anunciara que se aposentaria no fim do mês, mas resolveu adiar o fim de sua carreira para dezembro, a pedido da torcida.