Velozes e furiosos: Messi voa baixo e Barça demole o Rayo

Autor de dois gols e de uma assistência, argentino foi o astro do time mais uma vez e ampliou recorde histórico de rodadas consecutivas marcando por uma liga nacional

Muitas vezes criticado pela falta de objetividade, o Barcelona provou mais uma pode deixar de lado seu manual em busca da vitória. O Rayo Vallecano dificultou o tiki-taka e teve a maior posse de bola contra os catalães nesta temporada, 46%. É verdade que os blaugranes não foram só verticalidade no Camp Nou, mas chegaram à vitória por 3 a 1 graças a três contra-ataques, bem como ao talento de Messi. Autor de dois tentos, o camisa 10 balançou as redes pela 18ª rodada seguida de La Liga e chegou a 42 gols no torneio.

Jordi Roura mandou o time a campo com a mesma postura que teve contra o Milan. Ao contrário da liberdade vista no meio de semana, os catalães voltaram a atuar em um 4-3-3 bem definido, com Sergio Busquets, Andrés Iniesta e Cesc Fàbregas. Já no ataque, David Villa foi recompensado pelo bom trabalho contra os rossoneri, mas caindo pela ponta esquerda, enquanto Lionel Messi retomou o posto de falso 9.

Durante os primeiros minutos, o Rayo tentava atrapalhar o Barcelona, pressionando a saída de bola. Faltava apenas encontrar uma maneira de parar Messi, que teve duas boas oportunidades de marcar. Na primeira, dominou com o caminho livre, mas errou o domínio e permitiu a chegada da marcação. Pouco depois, em cobrança de falta frontal, o camisa 10 caprichou no arremate e só foi barrado pela trave.

A postura dos visitantes ia dando certo à medida em que afastavam o Barça de seu campo defensivo. No entanto, foi no contra-ataque que os anfitriões acharam o caminho do ouro. O primeiro gol veio aos 25 minutos, em arrancada de Messi e assistência para David Villa, que finalizou com precisão. E, aos 40, em outro ataque rápido, Busquets lançou e o camisa 7 serviu o argentino, que tocou na saída do goleiro.

Na volta do segundo tempo, o gás do Rayo Vallecano para adiantar a marcação havia acabado. Mais retraídos, os rojiblancos davam mais espaços para a pressão blaugrana, com Daniel Alves e Alexis Sánchez perdendo duas boas oportunidades. Porém, seria em mais um contragolpe que o terceiro gol se originaria. Após cobrança de escanteio, Alexis avançou e lançou Messi. O argentino passou pela marcação e encobriu Rubén antes de correr para o abraço.

Relaxado depois de mais um gol, o Barça deu a brecha para que o Rayo descontasse em um de seus pontos fracos: os cruzamentos. Piti foi até a linha de fundo e rolou para Tamudo completar na pequena área. Na sequência, a partida se manteve aberta. Os dois times atacavam com vontade e Messi só não completou o hat-trick por milagre de Rubén, com o placar se mantendo inalterado até o apito final.

A vitória mantém a vantagem do Barcelona na liderança de La Liga, 13 pontos à frente do Real Madrid a dez rodadas do final do campeonato. Na próxima rodada, o time visita o Celta, único time que não sofreu gol de Messi nesta temporada. Já o Rayo permanece em nono, com 41 pontos, a dois de entrar na zona de classificação à Liga Europa.

Confira os resultados da 28ª rodada de La Liga:

Sexta-feira, 15/mar
Deportivo 3×1 Celta

Sábado, 16/mar
Real Sociedad 4×1 Valladolid
Getafe 1×0 Athletic Bilbao
Real Madrid 5×2 Mallorca
Valencia 3×0 Betis

Domingo, 17/mar
Málaga 0x2 Espanyol
Sevilla 4×0 Zaragoza
Osasuna 0x2 Atlético de Madrid
Granada 1×1 Levante
Barcelona 3×1 Rayo Vallecano