A estreia do Santos jogando em casa no Campeonato Brasileiro foi sofrida. O time arrancou uma vitória apertada por 1 a 0, difícil, que teve como o principal personagem o goleiro Vanderlei. Ele, que é um destaque costumeiro o time já há algum tempo, foi absolutamente fundamental para que o time saia com a primeira vitória na competição. Uma vitória que veio sofrida porque o time não jogou bem. Acabou sendo pressionado demais pelo Coritiba e contou com uma atuação monumental do seu goleiro.

LEIA TAMBÉM: Relógio intacto: gol no final, virada e Hamburgo se salva do rebaixamento mais uma vez

O Peixe abriu o placar aos oito minutos. Em cobrança de falta, Bruno Henrique tocou pelo alto com o ombro e a bola sobrou para David Bráz, que, sozinho, marcou. A posição do jogador era duvidosa. Parecia impedido no lance, ainda que o jogador estivesse bem pouco à frente.

Era importante para o Santos vencer depois de estrear no Brasileirão com derrota na primeira rodada, contra o Fluminense. A atuação não foi a esperada, prejudicada também pela lesão de Lucas Lima. O camisa 10 sentiu e, por precaução, deixou o gramado. É uma preocupação para o técnico Dorival Júnior. Não se sabe ainda qual foi a lesão do jogador. Sem Lucas Lima, Dorival colocou Rafael Longuine. A criatividade baixou demais e o Santos teve dificuldades para manter a posse de bola.

O Coritiba foi muito perigoso, ainda no primeiro tempo. Foi para o ataque. O time teve algumas chegadas importantes, especialmente pelo lado esquerdo. Só no primeiro tempo, Vanderlei teve que fazer três excelentes defesas para manter o placar favorável ao Santos. O centroavante Ricardo Oliveira ainda teve uma chance clara de gol no primeiro tempo, frente a frente com o Wilson, mas o goleiro do Coxa defendeu.

No segundo tempo, o roteiro seguiu parecido. O Coxa era quem atacava mais e fazia Vanderlei trabalhar. E o goleiro, que é ex-Coritiba, fez mais defesas. Foram 11 no total. A mais importante delas veio já no final do jogo, aos 43 minutos do segundo tempo. O zagueiro David Bráz, que tinha marcado o gol do time, fez pênalti em Alecsandro, puxando a camisa do estreante, ex-Palmeiras. O próprio atacante cobrou no canto e o goleiro Vanderlei pegou novamente.

O Santos consegue a vitória, o que é importantíssimo para um time que vem lutando mais do que jogando. E isso é um alento. O Santos precisa jogar mais, como poucas vezes jogou bem de verdade em 2017 nos jogos grandes, mas é um time com potencial para se recuperar. Vanderlei, que é um dos jogadores que melhor atua pelo Santos há algum tempo, pode ficar com os louros pela vitória deste sábado.

O Coritiba, embora saia de campo derrotado, deixa uma boa impressão. Depois de uma boa estreia contra o Atlético Goianiense no Couto Pereira, o time do técnico Pachequinho fez uma boa partida na Vila. Enfrentou o Santos não só de igual para igual, mas foi melhor em boa parte dela. Se não fosse pela atuação de Vanderlei, é bem possível que tivesse conseguido um resultado melhor.