Cresce nos Países Baixos a possibilidade de que a Eredivisie tenha seu fim antecipado devido à crise do Coronavírus. A alternativa começou a ser defendida pelo Ajax e depois seguida por outros clubes. Mas Louis van Gaal não quer saber de nada disso. Em entrevista ao jornal neerlandês Algemeen Dagblad, o ex-treinador do AZ e do próprio Ajax criticou esta posição e disse que alguns clubes estão tentando tirar proveito do momento.

“Quando estivermos certos de que o Coronavírus foi derrotado, primeiro é preciso jogar a liga atual. O esporte existe para identificar um vencedor no campo, não para dizer: ‘Depois de 25 jogos, tomamos decisões em uma mesa, e o Ajax é campeão’. O fato de que o AZ tem o mesmo número de pontos após três quartos da liga não importa? Isso não faz sentido (decretar o fim do campeonato). Qualquer um que seja atleta entende o que estou dizendo”, argumentou Van Gaal.

O ex-treinador da seleção neerlandesa afirmou que os clubes que sugerem que a temporada não seja concluída são aqueles em boas posições no campeonato.

“Veja só quem não quer jogar: clubes que estão agora em zona de classificação para a Europa (Champions e Europa League), com exceção do Feyenoord, e clubes fora da zona de rebaixamento. Clubes que usam essa crise do Coronavírus em seu próprio benefício, argumentando que é pela saúde pública. Não suporto isso. Se os especialistas permitirem, espero que a Eredivisie possa ser finalizada.”

Van Gaal sugere que a Eredivisie seja retomada por volta de junho ou julho, a depender do avanço da situação. Ele defende que foi justamente para isso que a Uefa adiou a Eurocopa para 2021, para abrir espaço no calendário.

“Tem muito tempo disponível neste verão, a Eurocopa não está no calendário. E, se a Uefa e a Fifa estiverem dispostas a mudar as regras e abrir espaço, então mãos à obra. E aí a liga na próxima temporada será mais intensa, com mais jogos de meio de semana.”

Sobre como isso poderia afetar os jogadores fisicamente, ele argumenta que eles podem suportar a carga de jogos no meio de semana, já que estão “descansando involuntariamente nessas últimas semanas”.

Durante a semana, Marc Overmars, diretor de futebol do Ajax, defendeu o fim antecipado da Eredivisie, sendo apoiado mais tarde por AZ Alkmaar e PSV Eindhoven. Uma reunião por videoconferência está marcada para a próxima terça-feira (7) entre clubes e federação para tratar o assunto.

A Eredivisie teve 25 de suas 34 rodadas disputadas até agora. No momento, o Ajax lidera a competição no saldo de gols, com os mesmos 56 pontos que o AZ. Os dois são os que se classificam à Champions League no momento. O Feyenoord é o terceiro, com 50 pontos, e está, por ora, indo à Liga Europa.