Marco Van Basten ganhou mais motivos para ficar com dores de cabeça. Mark van Bommel afirmou que não voltará a defender a Oranje enquanto o treinador estiver no comando da seleção.

Em seu site oficial, o meia do Bayern de Munique explicou os motivos que o levaram a tomar esta decisão. “As diferenças com Van Basten são muito grandes”, afirmou Van Bommel, convocado para defender a Holanda nas partidas contra Bulgária e Albânia pelas eliminatórias da Eurocopa-08.

Em sua carreira na seleção holandesa, Van Bommel atuou em 34 partidas e marcou sete gols. O treinador anunciou que não chamará um substituto para o lugar do meia.

Van Basten enfrenta problemas também com outro jogador. Ruud van Nistelrooy criticou abertamente o treinador. O atacante do Real Madrid o acusou recentemente de não levar em consideração apenas critérios técnicos na hora de elaborar suas listas de convocados.

A relação entre os dois ficou estremecida durante a última Copa. No jogo contra Portugal, pelas oitavas-de-final do torneio, Van Basten deixou Van Nistelrooy no banco, o que irritou o atacante. Depois do Mundial, o jogador ficou de fora da seleção.

Para piorar, o técnico não terá Klas Jan Huntelaar, machucado, para os dois próximos jogos. Van Nistelrooy chegou a ser chamado para o lugar do atacante do Ajax, mas recusou o convite. Van Basten anunciou que não chamará outro atleta para o lugar do jogador.