‘Vamos vamos Chape’: Atlético Nacional faz mais homenagens e avança no Clausura

Verdolagas voltaram a jogar neste sábado, eliminando o Millonarios e passando às semifinais

Três dias depois de receber um dos maiores eventos da história da humanidade, o Estádio Atanásio Girardot voltou a abrigar uma partida de futebol. O Atlético Nacional manteve o luto no peito, mas foi para o jogo. Enfrentou o Millonarios, no segundo jogo das quartas de final do Clausura Colombiano. E, logicamente, os verdolagas não deixaram passar a oportunidade de reforçar, mais uma vez, os seus laços com a Chapecoense. As homenagens vieram tanto dos torcedores quanto dos próprios jogadores, em noite de condolências e também de festa pela classificação.

Sob forte chuva em Medellín, as arquibancadas exibiram um mosaico em tributo ao Verdão do Oeste. ‘Vamos vamos Chapê’, escreveram os colombianos. Além disso, o Atlético Nacional vestiu um uniforme todo negro, com o escudo do clube no peito, relembrando as vítimas. Antes de a bola rolar, as duas equipes respeitaram um minuto de silêncio. E várias faixas de apoio mostradas durante a cerimônia de quarta-feira voltaram a adornar as tribunas do Girardot.

Quando a bola rolou, o Atlético Nacional dominou o Millonarios, com vitória por 3 a 0. Alejandro Guerra abriu o placar no primeiro tempo, enquanto Farid Díaz e Juan Pablo Nieto fecharam a conta depois dos 43 da etapa final. Diante da derrota por 2 a 1 em Bogotá, o placar em Medellín acabou sendo suficiente para os verdolagas avançarem. Depois do jogo, ainda houve mais uma homenagem à Chapecoense, com os capitães lendo uma mensagem ao público e os torcedores aplaudindo os falecidos no acidente.

Na semifinal, o Nacional enfrentará o Independiente Santa Fe. Entretanto, Reinaldo Rueda escalará o segundo quadro nos duelos. As datas coincidem com a viagem para o Japão, onde os colombianos disputarão o Mundial de Clubes. Caso passem à final do Clausura, o primeiro jogo decisivo acontece justamente no dia da estreia dos verdolagas na competição da Fifa.

Atualização: E, depois do jogo, rolou ainda essa festa toda nos vestiários, relembrando a da classificação da Chapecoense à decisão da Copa Sul-Americana. Do twitter de Miguel Borja: