Depois da Copa que fez, Valbuena merecia mais que o Dynamo Moscou

Destaque da França na Copa, o meio-campista do Olympique de Marseille se transfere para a Rússia, um campeonato com menos visibilidade

Que o Olympique de Marseille queria vender Mathieu Valbuena, não havia muita dúvida. O clube não atravessa um momento financeiro muito favorável e uma grande venda seria muito bem-vinda. A excelente Copa do seu meio-campista favoreceu e o jogador foi especulado em alguns clubes. Valencia, West Ham e Newcastle foram destinos especulados, mas quem o contratou mesmo foi o Dynamo Moscou por € 7,5 milhões, um valor completamente acessível para grande parte dos times das grandes ligas. A pergunta que fica é: por que o Dynamo Moscou, e não um clube de uma liga maior?

LEIA TAMBÉM: O legado da Copa para a seleção francesa

O acordo foi anunciado no Twitter e apareceu no site do Dynamo Moscou. Valbuena assinou contrato por três temporadas e a transferências foi confirmada pelo diretor do Marseille, em entrevista aos jornalistas que cobrem o time, antes do amistoso do time contra o Chievo, no sul da França.

“O Dynamo tem um projeto muito interessante e eu estou feliz de fazer parte disso”, disse Valbuena ao site do clube russo. O meia francês ainda disse que as ambições europeias do clube “casam perfeitamente com as minhas”. Nesta temporada, o clube irá disputar a Liga Europa, mas tem planos de chegar à Liga dos Campeões – para isso, precisa ficar ao menos em segundo na liga. O destaque do time é Aleksandr Kokorin, da seleção russa, e Igor Denisov, outro da seleção russa.

Aos 29 anos, Valbuena foi uma parte importante do time de Didier Deschamps na seleção francesa na Copa do Mundo. Foi titular, normalmente jogando pelo lado direito do ataque. Jogou quatro jogos do time na Copa, marcou um gol e fez uma assistência. Era a grande chance de Valbuena ir para uma liga forte, mas ele preferiu o Dynamo Moscou, o que é difícil de explicar. O time sequer disputa a Liga dos Campeões, o que poderia ser um atrativo.

Fica a impressão que talvez Valbuena tenha sido muito sondado, mas não tenha recebido propostas. Ou, caso tenha recebido, não tenham sido tão interessantes. O Olympique de Marseille também pode ter achado a proposta do Dynamo Moscou mais interessante, se é que houve outras. Seja como for, Valbuena vai para a Rússia, onde jogará um campeonato de nível técnico um pouco inferior ao francês, e certamente com menos visibilidade.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM: 

– Sem Nasri ou Ribéry para ofuscá-lo, a hora é de Valbuena

– O pior do gol de mão de Kokorin é que nem foi necessário para o Dynamo