Urawa Red Diamonds, do Japão, e Sepahan, do Irã, se classificaram nesta quarta-feira para a final da Liga dos Campeões da Ásia. O Urawa eliminou os sul-coreanos do Seongnam Ilhwa nos pênaltis, depois de repetir em casa o empate por 2 a 2 da ida. O Sepahan garantiu a vaga ao empatar por 0 a 0 no campo do Al Wahda, dos Emirados Árabes, já que havia feito 3 a 1 no primeiro jogo.

Os dois times lutam por um título inédito da competição, que leva o campeão ao Mundial de Clubes da Fifa. Por causa da mudança de regulamento para incluir um time do país-sede, o Sepahan já está garantido na competição de dezembro, no Japão. Assim, caso o título fique com o Urawa, a vaga que seria do campeão japonês passa a ser do vice da LC.

O atacante brasileiro Washington, jogando com uma máscara protetora por causa de uma fratura no nariz, colocou o Urawa em vantagem aos 21 minutos do primeiro tempo. O Seongnam empatou no início da etapa final, com Choi Sung-kuk, e virou aos 24 minutos, com Kim Dong-hun. A vantagem dos visitantes durou apenas quatro minutos, até Makoto Hasebe decretar nova igualdade.

Nos pênaltis, o goleiro Ryota Tsuzuki foi o herói do Urawa, defendendo a cobrança de Choi. Tadaaki Hirakawa fez converteu a penalidade decisiva para os Reds.

Em Abu Dhabi, o Sepahan deu uma demonstração de competência defensiva e cedeu poucas oportunidades ao Al Wahda, que dependia de uma vitória por dois gols de diferença para passar à decisão.