Após o polêmico episódio de racismo, Luis Suárez se recusou a apertar as mãos de Patrice Evra neste sábado, em Old Trafford. E a resposta do francês veio na bola: dominando amplamente a partida, o Manchester United venceu o clássico ante o Liverpool por 2 a 1. Dentro de campo, quem brilhou mesmo foi Wayne Rooney, autor de dois gols. A vitória deixa os Red Devils na liderança do Campeonato Inglês ao menos até domingo, com 58 pontos, enquanto os Reds aparecem na sétima posição.

Antes mesmo de a bola rolar, as atenções estavam voltadas aos cumprimentos entre as duas equipes. Evra esticou o braço em direção a Luis Suárez, mas o uruguaio preferiu ignorar o capitão do United. Na sequência, Danny Welbeck e Rio Ferdinand também não apertaram as mãos do atacante do Liverpool. Após o apito inicial, o francês era aplaudido pelos torcedores quando tocava na bola, enquanto Suárez recebia seguidas vaias.

A partida começou com as duas equipes tomando iniciativa e buscando espaços no ataque. Os Reds tiveram a primeira chance de marcar, em arremate rasteiro de Glen Johnson que passou a poucos centímetros do gol defendido por De Gea. A resposta veio aos 18, com Rafael chutando cruzado e Pepe Reina segurando sem maiores problemas.

No desenrolar do primeiro tempo, o Manchester United passou a contar com o domínio do jogo e tentava buscar espaços no campo defensivo, mas não tina sucesso contra a compacta linha defensiva dos Reds. Aos 30 minutos, Ryan Giggs descolou cruzamento para Paul Scholes, que cabeceou no canto e exigiu grande defesa de Pepe Reina. Quatro minutos depois, foi a vez de Evra cabecear para fora. O Liverpool só voltaria a atacar a quatro minutos do fim, com Martin Skrtel finalizando por cima do gol. Na saída para o intervalo, Evra e Suárez voltaram a se desentender no túnel, o que causou confusão entre os jogadores dos dois times.

O United conseguiu abrir o placar logo no primeiro minuto da segunda etapa. Giggs cobrou escanteio pelo lado esquerdo e, após desvio no meio do caminho, Wayne Rooney encheu o pé já na pequena área, estufando as redes. Apenas dois minutos depois os Red Devils ampliaram. Antonio Valencia roubou a bola de Jay Spearing e lançou Rooney, que tocou por baixo de Reina para marcar.

Apesar da vantagem, o Manchester seguiu tentando marcar o terceiro. Aos 12 minutos, Rooney chegou a guardar outro tento, mas o lance acabou anulado por falta de Jhonny Evans sobre Spearing. Aos 15 minutos, Kenny Dalglish tentou mudar o panorama da partida, promovendo a entrada de Andy Carroll e Craig Bellamy, mas a posse de bola prevalecia com os comandados de Alex Ferguson. Welbeck recebeu em boas condições aos 28, mas seu chute prensado acabou nas mãos de Reina.

O Liverpool diminuiu aos 35 minutos, com Luis Suárez. Charlie Adam cobrou falta em direção à área, a bola bateu em Rio Ferdinand e a bola sobrou limpa para o uruguaio arrematar, se antecipando a David De Gea. Com o gol, o Liverpool esboçou uma reação nos minutos finais. Nos acréscimos, Glen Johnson arriscou de fora da área e David De Gea deu um tapa na bola, garantindo o resultado. No fim do jogo, coube a Evra comemorar a vitória ao lado de Suárez, causando um pouco mais de confusão.

Confira os jogos da 25ª rodada do Campeonato Inglês:

Sábado, 11/fev
Manchester United 2×1 Liverpool
Blackburn x Queens Park Rangers
Bolton x Wigan
Everton x Chelsea
Fulham x Stoke City
Sunderland x Arsenal
Swansea City x Norwich City
Tottenham x Newcastle

Domingo, 12/fev
Wolverhampton x West Bromwich
Aston Villa x Manchester City