Antes mesmo de seu lançamento oficial, a nova camisa alternativa do Manchester United já fez um grande barulho nas redes sociais, majoritariamente negativo, a partir de vazamentos. A padronagem diferente desagradou a quase todos, e não é difícil entender o por quê. Para remediar isso, o lançamento oficial, nesta terça-feira (8), trouxe uma seleção de astros atuais do rap britânico vestindo a peça, tentando dar uma nova imagem ao uniforme.

Em um dos vídeos da nova camisa, os rappers britânicos Dutchavelli e Aitch, este último notavelmente torcedor do United, são as estrelas da divulgação. Em material separado, o nigeriano Burna Boy, um dos principais artistas do momento no Reino Unido, também veste a peça, com a DJ Cuppy, também nigeriana, fechando a seleção de artistas.

A tentativa da Adidas e do Manchester United deu parcialmente certo, com a recepção do público parecendo levemente melhor com estes músicos vestindo o uniforme. Esta estratégia, no entanto, tem seu limite de sucesso – e dificilmente fará muito pela camisa para além do Reino Unido.

Burna Boy com a camisa do Manchester United (Reprodução)

Como terceira peça, a camisa deverá ser usada principalmente em jogos de copas, como Copa da Inglaterra e Champions League. Talvez algumas noites memoráveis nessas competições ajudem a dar o empurrão final ao uniforme entre os torcedores.

Camisa alternativa do Manchester United para 2020/21 (Divulgação/Adidas)
Camisa alternativa do Manchester United para 2020/21 (Divulgação/Adidas)
Camisa alternativa do Manchester United para 2020/21 (Divulgação/Adidas)