Uma mensagem no Twitter fez com que pequeno fã brasileiro conhecesse Fernandinho

Vítor é torcedor do City e fã de Fernandinho, quem ele conheceu no último final de semana depois de um pedido por meio de rede social

“Sei que deve ser complicado mas ao final do jogo seria possível conseguirmos uma foto e um autografo seu???”. Esse foi o tuíte que transformou o sonho do brasileiro Vítor Albino, de nove anos, em realidade. Escrita por seu pai, César, a mensagem foi direcionada à conta oficial do jogador Fernandinho, do Manchester City, por meio do Twitter. O que eles não esperavam é que além de uma resposta do volante, receberiam todo o carinho, atenção e simpatia que um ídolo exemplar pode dar a seus fãs.

VEJA TAMBÉM: Pequeno torcedor telefonou ao Celtic para se desculpar por não ter ido ao jogo

Vítor e César são moradores de Ribeirão Preto e atravessaram o oceano especificamente para ver os Citizens jogarem no último final de semana. A viagem foi resultado de um pedido que o garoto fez ao homem quando ele o perguntou com o que gostaria de ser presentado em seu aniversário. “Quero ir a Inglaterra ver o City jogar, pai!”. E, assim, os dois embarcaram com destino a Manchester, onde assistiriam à partida do time que acompanham fora do Brasil contra o Sunderland.

Chegando lá, César ligou o celular e se deparou com uma mensagem de Fernandinho respondendo ao seu pedido enviado pelo Twitter. “Foi realmente incrível. Eu nem queria acreditar. Nunca pensei que ele iria prestar atenção na minha mensagem. O Vítor está obviamente muito feliz. Ele é um pouco tímido, mas está vivendo um sonho, e eu também”, contou o torcedor ao site oficial do Manchester City em português.

Graças ao gesto do meio-campista, Vítor entrou em campo com os jogadores antes do jogo, recebeu um autógrafo de seu ídolo, bateu um papo com ele, tirou fotos, recebeu abraços e, de quebra, ainda teve a chance de conversar com Pep Guardiola. “Ele me deu um aperto de mão e me perguntou de onde eu era, eu disse que sou brasileiro”, revelou o pequeno torcedor, que disse que falou “assim, meio em espanhol” com o técnico catalão e, com tudo isso, teve uma experiência que jamais vai esquecer.

vitor1

vitor2