Pelé possui 1281 gols em sua conta. E para todos os gostos. Muitos não são oficiais, é verdade, mas a lista inclui também aquele que pode ser considerado o mais bonito já marcado em finais de Copas do Mundo. Tem gol de canela, claro, mas também tem um montão de obras de arte. De cabeça, de canhota, de direita. De falta, de pênalti. Driblando todo mundo ou só desviando na pequena área. E mesmo assim, muita gente vai lembrar de alguns que ele nunca marcou. Entre seus lances mais célebres na Copa de 1970, por exemplo, estão o drible de corpo contra o Uruguai e o chute do meio de campo contra a Tchecoslováquia. A bola nem precisou entrar para ser genial. Coisas de Pelé.

VEJA TAMBÉM: Bastou Pelé ficar doente para nos lembrarmos do quanto o amamos

Se Pelé marcou golaços às dezenas, também perdeu muitos deles. Por mais que seja Rei, o camisa 10 também é humano. Costumava errar menos do que a maioria, mas errava. Mesmo depois de acertar o lance inteiro, e de maneira inacreditável. Você talvez já deve ter visto algumas listas de gols mais bonitos que o craque anotou. E os mais bonitos que ele não fez? É exatamente o que o vídeo abaixo mostra. Os lances contra Tchecoslováquia e Uruguai são barbada, mas há vários outros impressionantes.

E por falar em coisas que não aconteceram, eis um extra. Talvez você já deva ter visto a célebre capa da primeira edição da revista Realidade, uma das principais do país entre as décadas de 1960 e 1970. Nela, Pelé aparece com um chapéu da guarda real britânica, na matéria “Foi assim que ganhamos o tri”. O texto, de abril de 1966, deu uma secada monstruosa no time de Vicente Feola às vésperas do Mundial da Inglaterra. Mas vale ler o exercício de imaginação que os jornalistas fizeram para contar a história que nunca aconteceu. A reprodução é do acervo digital da Biblioteca Nacional:

pelérealidade1

pelérealidade2

pelérealidade3

pelérealidade4

pelérealidade5

pelérealidade6