Ainda lentamente, o futebol europeu vai se reaquecendo, pelos tradicionais amistosos de pré-temporada. Na estreia de Gianluigi Buffon com a camisa do Paris Saint Germain, quem ganhou na International Champions Cup foi mesmo o Bayern de Munique: 3 a 1, com destaque para o primeiro gol do holandês Joshua Zirkzee com a camisa bávara.
 

 
Entretanto, outros dois momentos do dia foram mais merecedores de nota: um gol, em Internazionale 3×3 Zenit, e  um resultado – outro 3 a 3, entre Fenerbahçe e Feyenoord. No jogo entre os Nerazzurri e a equipe de São Petersburgo, o brasileiro Hernani mereceu o destaque. Com a partida em 2 a 2, já aos 27 minutos do segundo tempo (Antonio Candreva e Mauro Icardi para os interistas, Christian Noboa e Robert Mak para o Zenit), coube a Hernani um belíssimo gol: um chute fortíssimo, que mandou a bola no ângulo esquerdo de Samir Handanovic. Tão veloz que, talvez, o esloveno sequer tenha visto a bola entrar. Só não foi decisivo porque, três minutos depois, Lautaro Martínez fez 3 a 3.

 

 

Já o Feyenoord, de brincadeira, poderá dizer que viveu o que o Liverpool viveu na final da Liga dos Campeões 2004/05: um “milagre de Istambul”. Jogando na capital turca, o Stadionclub começou sendo facilmente sobrepujado pelo Fenerbahçe. Os Canários Amarelos fizeram 3 a 0 em 18 minutos do primeiro tempo (Elif Elmas aos sete minutos, Giuliano aos 14, e Mathieu Valbuena aos 18), e o goleiro Justin Bijlow ainda pegou um pênalti depois. Parecia que terminaria nisso, mas Steven Berghuis disse não, nos cinco minutos finais de jogo. O atacante diminuiu aos 42 do segundo tempo, participou da jogada do segundo gol (Jens Toornstra, aos 45), e empatou, nos acréscimos. Não quer dizer nada, mas foi uma animação inesperada, pelo menos.


Os comentários estão desativados.