A conquista do Mundial Sub-20 em 2011 fez deslanchar uma geração talentosa rumo à seleção brasileira principal. Neymar, Coutinho, Casemiro e outros talentos começaram a ascender naquele ciclo. Todavia, a categoria atravessa caminhos tortuosos desde então. Pode-se questionar algumas decisões da CBF no planejamento, a ausência de promessas que já defendem clubes europeus ou mesmo a qualidade dos elencos recentes. Fato é que os resultados são sofríveis. O time sequer se classificou ao Mundial em 2013 e 2017, enquanto o grupo vice-campeão em 2015 havia garantido sua vaga no limite. E o que era exceção vai se tornando praxe. Nesta segunda, de maneira dramática, o Brasil perdeu para o Uruguai por 3 a 2 e complicou sua situação no hexagonal final do Sul-Americano Sub-20. É o lanterna, com um ponto conquistado após três rodadas, e precisa de uma reação imediata se quiser se colocar entre os quatro times que irão ao Mundial.

O primeiro tempo havia mostrado uma seleção brasileira mais agressiva que os uruguaios, mas com dificuldades enormes para definir as jogadas. Não à toa, o goleiro Phelipe evitou que a Celeste saísse em vantagem. Já na volta do intervalo, os charruas se aproveitaram dos vacilos e abriram dois gols de diferença, com Emiliano Gómez e Nicolás Schiappacasse. Lincoln e Lucas Cândido arrancaram o empate, em meio ao abafa do Brasil. Só que o golpe fatal do Uruguai veio em um golaço de Pablo García nos acréscimos. Soltou a bomba do meio da rua, sem dar chances de defesa para Phelipe. Os esforços em Rancagua foram em vão.

O Brasil abre a terceira rodada do hexagonal final com um ponto. São dois de distância em relação à zona de classificação, mas diferença deve aumentar na sequência da noite, quando os outros dois jogos complementares acontecem. Equador e Argentina serão os dois compromissos finais a um time que não esconde seu nervosismo, peca pela escassez de gols e também comete constantes desleixos na defesa. Se o milagre parece difícil na frieza dos números, o nível apresentado pelo time gera mais desconfianças.