Quando realmente tivemos noção de quão incerto andava o futuro da Trivela, confesso, bateu o desespero. O primeiro passo, o mais lógico, era se escorar em quem realmente faz o site ser o que é: os leitores. E, ainda assim, não esperávamos tamanha resposta positiva em pouquíssimas horas. Vocês não têm noção do tamanho do alento que é perceber um estádio abarrotado empurrando a gente em busca da virada. Conseguimos. Seguiremos em frente.

E por mais que os valores sejam importantíssimos neste momento, sem falsa demagogia, eles acabam se tornando algo menor. O que realmente faz essa luta valer a pena é ver o tamanho do carinho e da consideração que tanta gente tem pela Trivela – que tanta gente boa tem pela Trivela. O que nos permite caminhar nem é somente o dinheiro, necessário para manter um trabalho profissional – e ainda assim com limitações. É a certeza que uma multidão apoia nosso conteúdo. Isso motiva pra caramba. Isso leva o abatimento dos dias anteriores a desaparecer e nos impulsiona a dar um gás a mais.

As metas estabelecidas serviam para bancarmos as contas mais básicas, as mais urgentes nessa incerteza. E outra confissão que fica entre a gente: até pelas experiências anteriores que tivemos com financiamento coletivo, estaríamos muito felizes se dentro de três ou quatro meses atingíssemos a meta. Vocês foram capazes de nos levar a isso em menos de 24 horas. Percebem o tamanho dessa façanha? Essa sexta foi o dia em que a Trivela virou o Leicester do Ranieri.

De certa forma, já fomos campeões como uma arrancada que parece milagre. Mas a gente pode aproveitar para, com a ajuda de vocês, tentar crescer mais. Afrouxar um pouco os cintos apertados (evitando cortes previstos anteriormente, como a agência de fotos) e, claro, oferecer aquilo que temos de melhor: conteúdo. Por isso, começamos o sábado com mais uma meta, que eleva um pouco o valor e pode criar mais garantias para a Trivela seguir em frente.

Aumentamos o teto para R$8 mil, com uma nova promessa: lançar e-books com o conteúdo personalizado do site e algumas grandes séries de sucesso no passado. É mais um passo nessa história. Num paralelo, como se fosse o Leicester que também fez bonito na Champions League. E a impressão, ao menos nesse momento, é que talvez tenhamos que bolar outras metas para a sequência da semana. Quem sabe, para esse Leicester aqui também apresentar o futebol vistoso que se vê com Brendan Rodgers. Bora nessa?

Apoia.se/trivela

 

Nova meta: E-books da Trivela

Há quem diga que nossas matérias são um pouco longas. Não negamos: algumas a gente se empolga e realmente escreve um livro… Peraí, um livro? E se a gente lançasse algumas dessas grandes reportagens em formato e-book? Esta é uma ideia que vira e mexe nós falamos em fazer entre nós, mas somos engolidos pela falta de tempo para isso. Temos algumas séries de reportagens que guardamos no coração, mas queremos ir além disso e transformar em livro, em formato digital. Uma vez por semestre, lançaremos um e-book com a nossa marca. Assim, quando alguém disser que as nossas matérias ficaram um livro, a gente vai poder dizer: “Exatamente!”