As Eliminatórias da Eurocopa costumam ser pródigas em consagrar artilheiros. A sequência de jogos contra equipes fracas beneficia muitos goleadores. O principal anotador na campanha rumo à Euro 2020, porém, surpreende por fugir das principais potências do continente. Eran Zahavi dificilmente vai classificar Israel à fase final do torneio, mas carrega o seu time nas costas e se aproxima do recorde histórico da competição.

Zahavi marcou 10 gols em sete partidas nestas Eliminatórias da Euro. O atacante israelense foi responsável por 83,3% dos tentos de sua seleção. Chegou a anotar duas tripletas na campanha e passou em branco em somente um dos compromissos. Nesta quinta, mostrou sua fase inspirada em Viena, ao acertar um lindo chute de fora da área para abrir o placar contra a Áustria. Só não contou com a colaboração da equipe, que cedeu a derrota por 3 a 1, em resultado que complicou a situação de Israel no Grupo G.

Israel ocupa a quinta colocação da chave, com oito pontos. Após a vitória da Áustria, ficou a cinco pontos da zona de classificação, restando três rodadas. O grande interesse na reta final, ao que tudo indica, será sustentar a artilharia de Zahavi. O atacante possui dois gols a mais que Artem Dzyuba, principal concorrente. O centroavante da Rússia também vive excelente momento por sua seleção e balançou as redes duas vezes na goleada por 4 a 0 sobre a Escócia.

A ironia é que as Eliminatórias da Euro 2020 já representam mais da metade dos gols de Zahavi por sua seleção. O israelense havia anotado somente oito tentos nas primeiras 42 partidas pela equipe nacional. Aos 32 anos, atravessa um momento excepcional. O antigo ídolo do Maccabi Tel Aviv também sustenta bons números desde que se transferiu ao Guangzhou R&F, em 2016. Artilheiro do Campeonato Chinês em 2017, deve faturar a Chuteira de Ouro novamente nesta temporada. São 26 tentos em 22 partidas pela competição.

Já nas Eliminatórias da Euro, a fome de gols de Zahavi pode garantir uma marca histórica. Ele precisa de mais três tentos para se igualar aos maiores artilheiros em uma única edição do qualificatório. Robert Lewandowski balançou as redes 13 vezes na campanha rumo à Euro 2016, mesma marca do irlandês David Healy rumo a 2008. O confronto com a Letônia, saco de pancadas da chave, tem tudo para ajudar o capitão de Israel.