A seleção brasileira disputou sua primeira partida em julho de 1914, com uma equipe que combinava jogadores de clubes paulistas e cariocas. Desde então, segundo números da RSSSF, o Brasil esteve em campo 1.115 vezes com seu time adulto masculino. Além disso, 1.132 jogadores entraram em campo, cedidos por 175 times diferentes. Uma história em constante construção, que acaba ditada também pelas evoluções do cenário esportivo no país.

Aproveitando o rico passado da Seleção, o historiador Michael Serra elaborou um infográfico bastante interessante sobre a evolução desta relação com os clubes: ele compilou todos os gols anotados nas partidas do Brasil e, ano a ano, indicou a evolução dos clubes que mais “contribuíram” com esses tentos – conforme a equipe em que cada autor dos gols atuava na época. O vídeo traz os 13 primeiros colocados da lista, ainda que apenas na década de 1930 surjam times suficientes para determinar um Top-13.

É bacana notar a influência de alguns clubes conforme o passar dos anos. Fluminense e Corinthians começam no topo. O Botafogo ganha força nos anos 1930, assim como os atletas que representam a própria CBD, em meio à cisão gerada pela adoção do profissionalismo. Flamengo e Vasco saltam na década de 1940, enquanto Internacional e Portuguesa recebem destaque na virada aos 1950. Santos e Palmeiras ganham relevância depois disso, com o Peixe na briga pela liderança. Dos anos 1960 para os 1970, o Cruzeiro escala posições e quebra um pouco mais a predominância de Rio e SP. O São Paulo sobe degraus principalmente nos anos 1980, época em que o Atlético Mineiro também cava seu lugar. Já a partir dos anos 1990, o impacto vem dos europeus Barcelona, Internazionale e Real Madrid.

Abaixo, o vídeo feito por Michael Serra. Para conferir a lista completa de jogos da seleção brasileira, vale conferir também o imprescindível arquivo da RSSSF.