Um guia sincero da situação de cada time nas rodadas finais do Brasileirão

Por que as projeções mostram que a briga contra o rebaixamento deve fica entre Palmeiras e Vitória

Haja calculadora. São projeções, pontos, critérios de desempate, um monte de fatores entrando em jogo. Assim, as explicações para o que pode acontecer nas brigas por vagas na Libertadores e na fuga do rebaixamento fica quase incompreensível. Até porque alguns cenários dependem de combinação, o que aumenta de forma significativa a quantidade de explicações.

LEIA MAIS: Quando as pernas cansaram, Cruzeiro arrancou as suas vitórias e foi campeão incontestável

Para facilitar o entendimento, fizemos um mini-guia de como estão as disputas no Brasileirão 2014. Primeiro, uma forma simplificada as considerações matemáticas. Depois, vamos ser sinceros e colocar em bom português como está a situação. São palpites nossos com base no que está acontecendo na competição neste momento, e gostaríamos que vocês também deixassem, no espaço de comentários, como estão vendo as projeções para as duas últimas rodadas da Série A.

O que diz a matemática

Título

– Cruzeiro campeão, e isso você já deve estar sabendo.

Libertadores

– São Paulo classificado;
– Corinthians precisa de um ponto;
– Internacional precisa de três;
– O Atlético Mineiro, se não conquistar a Copa do Brasil, precisa fazer tantos ou mais pontos que o Grêmio e não fazer três a menos que o Fluminense (se conquistar a Copa do Brasil, já está classificado);
– O Grêmio precisa vencer os dois jogos e torcer para dois tropeços do Inter ou um tropeço do Atlético (se o Galo perder o título da Copa do Brasil);
– O Fluminense precisa vencer os dois jogos e torcer por duas derrotas do Inter ou que o Atlético perca o título da Copa do Brasil e faça no máximo três pontos nas duas rodadas finais.

Rebaixamento

– Goiás precisa pontuar, ou torcer para o universo não se voltar contra si e criar uma combinação praticamente impossível de resultados;
– A Chapecoense se salva com uma vitória;
– O Coritiba se salva com quatro pontos;
– O Palmeiras se salva se fizer, na pior das hipóteses, um ponto a menos que o Vitória e cinco a menos que o Bahia;
– O Vitória precisa fazer pelo menos dois pontos a mais que o Palmeiras, três a mais que o Coritiba ou cinco a mais que a Chapecoense;
– O Bahia precisa vencer os dois jogos e torcer para o Palmeiras perder os dois e o Vitória fazer no máximo 1 ponto;
– O Botafogo precisa vencer os dois jogos e torcer para o Palmeiras perder os dois, o Vitória fazer no máximo 1 ponto e o Bahia fazer no máximo 4;
– O Criciúma já caiu.

Agora, na real, por que acreditamos que…

…o Corinthians já está na Libertadores

O time só precisa de um ponto, e encerra a campanha jogando em casa contra o Criciúma, que já está rebaixado e dispensou mais de um time completo na semana passada. Mesmo que o Alvinegro perca para o Fluminense no Maracanã, fatalmente faz o ponto que precisa contra o Tigre.

…o Internacional só sai da Libertadores se fizer força

Pelo número de vitórias, o Colorado fica à frente do Grêmio se houver empate em pontos. Assim, três pontos já são suficientes. Apesar de o Inter mostrar uma instabilidade técnica assombrosa durante a temporada, enfrentar em casa um time tenso, traumatizado e em crise de confiança como o Palmeiras é uma oportunidade muito boa para isso. Não é vitória certa, mas uma equipe que pretende se classificar para a Libertadores tem obrigação de conquistar essa vitória.

…a Chapecoense está praticamente salva

Na penúltima rodada, o Verdão do Oeste recebe o Cruzeiro. O clube mineiro provavelmente estará longe das melhores condições, somando a ressaca da comemoração pelo bi do Brasileirão com o desgaste físico (e eventual ressaca, em caso de título) da final da Copa do Brasil. É bem grande a chance de a Raposa jogar sem o menor interesse, ou mesmo com um time desfigurado em Chapecó. Ótima oportunidade para a Chapecoense aproveitar seu embalo e conquistar os três pontos que garantem o clube na Série A em 2015.

…o Coritiba vai suar, mas deve se salvar

Para não depender de ninguém, o Coxa precisa de quatro pontos. E esse é um cenário possível. O alviverde enfrenta o Atlético Mineiro no Independência, o que será um inferno se o Cruzeiro conquistar a Copa do Brasil, mas pode ser um empatezinho burocrático e protocolar contra uma equipe de ressaca se o Galo confirmar o título nesta quarta. Aí, é só vencer em casa um Bahia que talvez já esteja rebaixado. Aliás, se vencer o Tricolor baiano, o Coritiba poderia até vir de derrota em BH que estaria praticamente salvo: só cairia se Palmeiras e Vitória vencessem seus dois jogos. Resumindo: no cenário otimista (mas realista) para o Coxa, a salvação viria, mas a torcida teria de esperar até a última rodada.

…Bahia e Botafogo não devem escapar

Precisam de uma combinação de resultados muito grande, e a tabela não ajuda. O Bahia enfrenta dois times que ainda precisam de resultados (Grêmio em Salvador e Coritiba no Paraná) e o Botafogo pega equipes que podem atrapalhar (Santos fora e Atlético Mineiro no Rio).

…Flamengo x Vitória em Manaus é o jogo-chave para definir o rebaixamento de Vitória ou Palmeiras

Times que lutam para não cair sonham em jogar em casa contra adversários de meio de tabela, já desinteressados, nas rodadas decisivas. Isso está na mão de Vitória e Palmeiras na 38ª rodada, quando pegam, pela ordem, Santos e Atlético Paranaense. As campanhas do Rubro-Negro e do Alviverde não inspiram confiança, mas são vitórias que estão ao alcance. Considerando que Chapecoense e Coritiba têm tabelas favoráveis e estão pertos da salvação, e que Bahia e Botafogo estão praticamente desenganados, a definição do quarto rebaixado sairia dos resultados de Palmeiras e Vitória na 37ª rodada e de quem chegasse em vantagem na rodada final. O Vitória vai a Manaus enfrentar o já desmobilizado Flamengo. Mesmo que o Alviverde perca ou empate contra o Internacional no Beira-Rio (resultados mais prováveis), os baianos só chegariam à última rodada à frente dos palmeirenses se vencessem na Arena Amazônia. Ou seja, o duelo rubro-negro é potencialmente o jogo que define o futuro de Palmeiras e Vitória.