Não, a liga alemã ainda não virou bagunça, mas a julgar por dois confrontos da terceira rodada, neste sábado, poderíamos pensar que o pessoal exagerou um pouquinho na disposição.

Tivemos sete expulsões em seis partidas, com destaque para as seis expulsões em Hannover 2×1 Schalke e Hoffenheim 3×3 Freiburg. Luiz Gustavo, com dois amarelos, fechou a conta pelo Wolfsburg, que perdeu do Mainz por 2×0 e voltou ao seu normal como time médio.

O que pegou nesse sábado foram dois dos cartões vermelhos aplicados em Hoffenheim x Freiburg. Em situações bem exageradas, Salihovic, Coquelin e Mehmedi foram para o chuveiro. Depois de um dia como esse, é ideal que alguns conceitos sejam revistos. Explicamos por quê logo abaixo.

A tarde estava bonita em Sinsheim, quando aos nove minutos iniciais, Salihovic fez um gol de pênalti e só tirou uma onda com o goleiro adversário, Baumann. O que o juiz fez? Mandou Salihovic embora pela confusão e ainda deu cartão amarelo para Sorg, do Freiburg por discutir no lance. Um negócio completamente exagerado, ainda que não tenhamos acesso ao que foi dito pelos envolvidos. Coquelin, do Freiburg, levou dois cartões amarelos em menos de dois minutos, sendo expulso aos 41 do primeiro tempo. Mas esse foi mais por imprudência.

Pensa que acabou? Nananinanão, ainda teve tempo para que Mehmedi, do Freiburg, levasse um cartão vermelho direto por reclamar de uma marcação já nos acréscimos do segundo tempo. O meia fez apenas um gesto sugerindo que o árbitro estivesse louco e foi convidado a caminhar do gramado depois disso. Por quê? Pois o bom humor está em falta na Alemanha.

A bruxa também esteve solta em Hannover x Schalke, em que os azuis-reais continuam penando no campeonato, perdendo a segunda partida em três disputadas. Höwedes e Fuchs levaram cartões vermelhos e Huszti foi retirado do gramado pelo Hannover. Fuchs, aliás, também fez a proeza de levar dois cartões em menos de seis minutos.

Que tal uma palestra ou uma terapia para os jogadores e árbitros da Bundesliga? Eles parecem um tanto quanto nervosinhos, não? Confira no vídeo abaixo a polêmica expulsão de Mehmedi: