O Atlético de Madrid é um dos clubes mais fortes do mundo quando se fala em contra-ataques. O repertório do time comandado por Diego Simeone aumentou nas últimas temporadas, mas anda é uma das armas preferidas. Só que nesta terça-feira, contra o Villarreal, quem sofreu com isso foi o próprio time Colchonero. Foi com ele que o Submarino Amarelo venceu por 1 a 0, em um gol de Roberto Soriano. Um gol que acabou com a invencibilidade de 12 jogos do time de Madri.

LEIA TAMBÉM: Com dois gols nos acréscimos, Iquique abriu a semana de Libertadores com virada incrível

O Atlético até teve um pouco mais de posse de bola (51%), mas onde ameaçou mesmo foi nos chutes a gol. Foi um massacre nesse sentido: 23 do Atlético contra só 6 do Villarreal. Mas se apurarmos um pouco o número, vemos que isso é mais volume do que qualidade: dos 23 chutes, só nove foram no alvo. E o jogador que mais chutou a gol na partida foi justamente quem marcou: Roberto Soriano, que entrou no segundo tempo no lugar de Adrián López, com quatro, mesmo número do craque colchonero, Antoine Griezmann, que passou em branco.

O gol da vitória do Submarino Amarelo saiu apenas aos 37 minutos do segundo tempo, quando Bakambu puxou um contra-ataque pelo lado direito e serviu Soriano, que vinha pelo meio, para marcar o gol. A defesa do Atlético falhou, incluindo aí Filipe Luís, já que o gol saiu do seu lado.

A derrota coloca fim a uma boa série do Atlético, em uma arrancada que o colocou na terceira posição e em boa situação para o fim da temporada. A última derrota Colchonera tinha sido em 26 de fevereiro, quando perdeu, em casa, por 2 a 1 para o Barcelona. Eram oito vitórias e quatro empates desde então, contando todas as competições.

A arrancada levou o Atleti à terceira posição e, mesmo com a derrota, o time tem 68 pontos, três a mais que o Sevilla. Se os rojiblancos vencerem – enfrentam o Celta na quinta, em casa – se igualam em pontos, mas o time da capital leva vantagem no confronto direto (perdeu a primeira por 1 a 0, mas venceu no segundo turno por 3 a 1).