A Alemanha se tornou a segunda seleção europeia a confirmar a classificação aos Jogos Olímpicos de 2020, depois da Espanha. O Nationalelf vinha sobrando no Campeonato Europeu Sub-21 e nem precisou vencer para garantir a liderança do Grupo B, o que também confirmou sua presença nas semifinais do torneio continental. E o empate por 1 a 1 contra a Áustria tem outro destaque: o gol de Gianluca Waldschmidt. O míssil do atacante merece ser cotado entre os mais bonitos tentos das competições da Uefa na temporada.

Waldschmidt já tinha brilhado em outros momentos desta Euro Sub-21. Anotou o gol que concluiu a vitória sobre a Dinamarca e fez três nos 6 a 1 sobre a Sérvia. Nenhum deles com a qualidade observada em Udine, neste domingo. O mais impressionante é como ele nem toma distância para o tirambaço. Apenas ajeita e vira o corpo para mandar o balaço na gaveta. A Áustria até empataria, num pênalti convertido por Kevin Danso, mas não passou disso. Foi eliminada, com quatro pontos.

Quem também lamentou foi a Dinamarca, na outra partida deste domingo. Os escandinavos derrotaram a Sérvia por 2 a 0, gols de Jacob Bruun Larsen e Jacob Rasmussen. Contudo, não conseguiram a classificação como melhor segundo colocado. Apesar dos seis pontos, têm um gol a menos de saldo do que a Itália. Para avançar às semifinais e às Olimpíadas, a Azzurra ainda aguarda o resultado do duelo entre França x Romênia nesta segunda. Um empate garantirá ambas as seleções na próxima fase e no torneio olímpico.

Treinada por Stefan Kuntz, a Alemanha conta com um time interessante no Europeu Sub-21. Benjamin Henrichs, Marco Richter e Lukas Nmecha são alguns dos nomes que nasceram a partir de 1997, aptos a Tóquio, embora os principais destaques do elenco sejam de 1996. De qualquer maneira, a viagem às Olimpíadas pode incluir a adição de reforços como Kai Havertz. Os germânicos têm a possibilidade de montar uma equipe competitiva, mesmo que a medalha olímpica não seja tratada como prioridade por seu futebol.