República Tcheca e Turquia entraram em campo sabendo do que precisavam para se classificarem para as oitavas de final da Eurocopa. Os tchecos se garantiriam com uma vitória. Os turcos, com uma vitória por quatro gols de diferença. Nada disso aconteceu. A Turquia vence por 2 a 0, um resultado que a mantém com chances, mas não a classifica. Terá que saber, do hotel, se avança ou não, nesta quarta-feira.

LEIA TAMBÉM: É impressionante a dominância de Toni Kroos a cada partida desta Eurocopa

A Turquia foi a dona do jogo o tempo todo. Atacou mais, mostrou mais futebol que os tchecos, que, aliás, mais uma vez fizeram pouco em campo. Em futebol, foram mesmo os piores do grupo D. O pontinho que arrancaram da Croácia na segunda rodada soa ainda mais como um acaso.

Foi um time com futebol medíocre, que pouco fez em todos os jogos. Diante da Espanha, se defendeu com unhas e dentes, mas pouco conseguiu fazer com a bola; diante da Croácia, escapou de uma goleada por um misto de sorte e de acaso. Chegou à última rodada com chances de classificação por isso. Mas sucumbiu diante de turcos que foram melhores.

O gol que inaugurou o placar foi aos logo a 10 minutos de partida. Burak Yilmaz completou cruzamento da direita de dentro da área com uma finalização precisa. Melhores no jogo, os turcos seguiram em busca de gols. Só alcançariam no segundo tempo, aos 20 minutos. Foi quando Ozan Tufan marcou e melhorou a situação do time, que passou a ter chances de classificação ao passar a Albânia entre os melhores terceiros por um gol marcado a mais.

Nesta quarta-feira, quando termina a fase de grupos, os turcos terão que assistir à definição e torcer para que não haja dois terceiros colocados com três pontos e saldo maior que -2. Estão na briga Irlanda, Suécia, Islândia e Portugal.

República Tcheca 0x2 Turquia

República Tcheca: Cech; Kaderabek, Sivok, Hubnik e Pudil; Darida, Pavelka (Skoda) e Plasil (Kolar); Dockal (Sural), Necid e Krejci. Técnico: Pavel Vrba

Turquia: Babacan; Gonul, Mehmet Topal, Hakan Balta e Ismail Koybasi; Ozan Tufan e Selcuk Inan; Emre Mor (Olcay Sahan), Arda Turan e Volkan Sen (Oguzhan Ozyakup); Burak Yilmaz (Tosun). Técnico: Fatih Terim