Um gol do Cazaquistão, uma reviravolta, e a Turquia, que já se preparava psicologicamente para uma repescagem, conseguiu se classificar diretamente para a Eurocopa de 2016. Não é uma conquista banal para os turcos, que ficaram fora da edição anterior desse torneio e também das últimas três Copas do Mundo.

LEIA MAIS: O Letônia x Cazaquistão valia a lanterna, mas decidiu a classificação da Turquia à Euro

Logo após a vitória da Islândia, ainda no gramado do estádio Olímpico de Istambul, os jogadores descobriram que estavam classificados e mal conseguiram acreditar no que estava acontecendo. Maestro dentro de campo, Arda Turan também orquestrou a festa dos seus companheiros.

 

Turan já havia jogado muito no fim de semana, contra a República Tcheca, e as glórias pela seleção são as únicas que o emocional jogador sentirá neste segundo semestre, já que aguarda o fim do embargo de transferências do Barcelona para retomar o futebol por clubes.

A festa no gramado não foi suficiente para ele. O meia subiu as escadarias do estádio Olímpico de Istambul e foi comemorar com a galera. Enfiou-se mesmo no meio das arquibancadas, abraçou todo mundo e vibrou como se fosse apenas mais um torcedor. Mas Turan é um pouquinho mais que isso.