A Copa América Centenário pode ter sido um torneio de pretensões questionáveis, diante de seu uso político pela Conmebol. Entretanto, o maior legado da competição acontece neste momento de dificuldades. Quatro troféus foram produzidos para a ocasião: o entregue para o Chile, um que ficou na Conmebol, outro dado à Concacaf e um quarto da Univisión, rede de televisão responsável pela transmissão oficial. Pois o canal irá se desfazer de sua réplica por uma boa causa. A taça vai a leilão para ajudar os atingidos pelo terremoto no México e pelos furacões em diversos países da América do Norte.

Estabelecida nos Estados Unidos, mas voltada ao público hispânico, a Univisión tem feito diversas campanhas para auxiliar os mexicanos. Em sinal de solidariedade, colocou até mesmo os seus principais narradores para relatar os jogos do Campeonato Mexicano nesta terça, tentando retomar a sequência normal depois da tragédia. E o leilão do troféu da Copa América Centenário entra como mais uma ação respeitável.

O lance inicial está estipulado em US$75 mil, que vale muito mais pelo simbolismo da solidariedade. Segundo o canal, todo o dinheiro será revertido à Cruz Vermelha. “O comprador não apenas apoiará os esforços da Cruz Vermelha, como também será dono de uma peça de valor incalculável na história do futebol mundial”, reforça a página do leilão, no site eBay. Restam mais três dias para as ofertas, mas nenhuma chegou ainda ao valor mínimo.