Trivela

O presente de Natal que você queria: Trivela apresenta sua nova coleção de camisetas e canecas

Em parceria com a CapHead, você pode carregar a Trivela no peito e na caneca com designs que remetem ao esporte que tanto amamos

São muitos anos nesta indústria vital e sempre quisemos lançar mais produtos com a nossa cara. Por isso, encontramos na CapHead uma parceira perfeita para conseguirmos dar um passo importante: criarmos uma coleção de camisetas e canecas para nossos leitores e ouvintes. A Trivela agora tem uma loja exclusiva dentro da CapHead. Mais do que apenas uma coleção, teremos lançamentos constantes de modelos de camisetas para você, que gosta de futebol, gosta da Trivela e quer algo que seja bonito de vestir e mostre referências que só quem é do futebol sabe. A partir de hoje, você pode clicar em “Loja”, no menu principal, e será direcionado à nossa loja com camisetas e canecas.

O nosso lançamento já chega na Black Friday, com descontos de 27% nas camisetas (exceto na linha Statement) e 33% nas canecas para você já levar mais modelos de uma só vez. Aproveitem, porque depois da Black Friday, os preços voltarão ao padrão. Aproveite para conhecer mais da loja da CapHead, que ainda tem como parceiros os nosso amigos do Bola Presa. Todas as nossas camisetas têm versão preta e cinza. Confira as imagens:

São seis modelos de camisetas, sendo um deles da linha Statement, coleção especial de aniversário da CapHead com todos os parceiros. O nosso modelo da linha Statement traz uma frase que acreditamos profundamente e que tem um nome histórico como seu autor: “O futebol não é uma questão de vida ou morte, é muito mais importante do que isso”, de Bill Shankly. Quem gosta de futebol sabe o que essa frase representa. A camiseta já está à venda na loja da CapHead.

Temos também aquelas camisetas para você que quer estar bem vestido com a nossa marca. A camiseta básica Trivela traz a nossa marca de forma bastante discreta no peito, com o nosso logo na manga. É uma camiseta básica que permite que você vá a qualquer lugar, do trabalho a eventos sociais, carregando elegantemente a nossa marca no peito. Ainda é um bom iniciador de assuntos, porque se a pessoa não conhecer, você ainda pode falar sobre a Trivela, e se a pessoa conhecer, você pode conversar com alguém sobre futebol com profundidade. Só vitórias.

A nossa camiseta branded traz o nosso logo com os dizeres sobre o nosso ano de lançamento. Sim, amigos, estamos aqui desde 1998, quando tudo isso aqui era mato. Aí onde está o Facebook era um campinho de futebol. O Whataspp era só um terreno baldio. O Instagram era só uma loja de R$ 1,99. Com essa camiseta, trazemos a nossa marca no peito de forma elegante e mostrando que são muitos anos nesta indústria vital, tratando o futebol como se deve: com respeito e profundidade. Mais uma excelente opção para os seus presentes de Natal (para você e para os amigos, amigas, familiares, amigo secreto e tudo mais).

Nesta primeira coleção que lançamos com a CapHead, queríamos trazer elementos que sabíamos que vocês, nossos leitores e ouvintes, entenderiam. É daí que vem a camiseta Stoke Nights. Quem acompanha futebol internacional já ouviu a frase “Could he do it on a cold nigh in Stoke?” Virou um clichê sobre a dificuldade de jogar na Inglaterra. De onde vem isso? Vale a pena explicar.

Tudo começou em um jogo Manchester City x Everton, em uma discussão entre Andy Gray e Richard Keys, durante a temporada 2010/11, em uma transmissão da Sky Sports. O assunto era Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, que dominavam os prêmios individuais. “Ele sofreria em uma noite fria no Britannia Stadium”, disse Andy Gray a Keys. A sugestão é que jogar em uma noite fria em Stoke, um local onde o inverno é rigoroso e o vento é gelado, seria muito mais difícil para Messi do que jogar no futebol espanhol. Assim, criou-se um mito – e um meme eterno. Muitos usam como brincadeira para ironizar se um jogador é bom: “Could he play in a cold night in Stoke?”

Chegamos à frase da camiseta em abril deste ano. Foi quando a Superliga Europeia surgiu, causando alvoroço e uma reação negativa das torcidas. A Superliga colapsou em 48 horas, em parte porque a torcida protestou. Foi a torcida do Chelsea que chegou com a frase que estampamos na camiseta: “We want our cold nights in Stoke” representa um meme, mas também um protesto contra a Superliga. Por isso é maravilhoso.

Protesto da torcida doo Chelsea com “We want our cold nights in Stoke” (reprodução/Twitter)

Por fim, mas não menos importante, temos a camiseta que traz uma dose de bum humor com a gente mesmo. Afinal, de contas, uma das capas que ficou mais conhecida da Trivela é a “Temos ataque”, de março de 2009. A capa trazia a manchete referida com as fotos de dois atacantes, Alexandre Pato, então no Milan, e Keirrison, então no Palmeiras. A linha fina dizia: “Versatilidade, rapidez e oportunismo: Pato e Keirrison prometem encerrar o jejum de goleadores brasileiros”.

Bom, como vocês sabem, eles nunca cumpriram a promessa. Mas aquela nossa manchete agora virou uma camiseta! Porque, afinal de contas, nós somos a história que construímos. A capa faz parte da nossa história e um pouco de humor autodepreciativo sempre faz bem. Assim nasceu a camiseta Temos Ataque.

“Temos Ataque”, capa da revista Trivela de março de 2009

Todas as estampas podem ser encontradas também nas nossas canecas, para você ter a gente te acompanhando também nesses momentos. Eu mesmo adoro tomar um café nas minhas canecas e espero ansiosamente para usar cada uma dessas canecas assim que elas chegarem aqui!

Isto é só o começo. Já estamos trabalhando em novas coleções para a Trivela. Queremos trazer o futebol ainda mais para o nosso dia a dia e o de vocês. Seja um apoiador da Trivela e venha ajudar a criar as próximas coleções com a gente! Seja um apoiador: https://apoia.se/trivela.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo