O Bradford City viveu a sua maior tragédia há 30 anos. Em maio de 1985, o clube vivia o clima de festa pela conquista da terceira divisão inglesa. Entretanto, o jogo comemorativo contra o Lincoln City se tornou símbolo de pânico para a torcida. As antigas arquibancadas de madeira do Estádio Valley Parade começaram a pegar fogo – em incidente inicialmente atribuído a uma bituca de cigarro, embora existam evidências que ele tenha sido premeditado. Diante do cenário de medo, 56 pessoas acabaram falecendo. A maioria delas, asfixiada pela fumaça ou esmagada em meio ao tumulto que se causou.

VEJA TAMBÉM: Há 30 anos, incêndio tomava o estádio do Bradford, e história ainda rende novos capítulos

Trinta anos depois, o Bradford City ainda supera o luto. Atualmente na terceira divisão inglesa, o clube permanece em Valley Parade, reformado depois da destruição. E segue contando com o apoio apaixonado de seus torcedores. Muitos deles, sobreviventes do desastre de 1985. Incluindo Alec Jackson.

O torcedor de 81 anos frequentou Valley Parade desde a adolescência. Mas nunca mais havia voltado desde aquele dia de maio de 1985. Ao lado do filho, escapou do caos por muito pouco, embora tenha vivido o trauma em sua cabeça durante estas três décadas. Não deixou de acompanhar o time de sua casa, mas já não tinha o mesmo espírito para subir as arquibancadas e apoiar o Bradford City.

Nas últimas semanas, Jackson resolveu mudar esse pesadelo. Decidiu retornar ao Valley Parade, em uma reconciliação não apenas consigo mesmo, mas também sob as esperanças de voltar a falar com o filho Mark. Uma história contada de maneira brilhante pelo Copa 90, ótimo canal sobre futebol no Youtube. O vídeo não possui tradução e, no máximo, legendas em inglês. Nele, o veterano conta como viveu o dia tenebroso e como atravessou os últimos 30 anos.  Mas, mesmo que você não entenda o áudio, pule para o nono minuto, o momento em que o idoso retorna ao Valley Parade. Não há palavras que possam descrever: