O Paris Saint-Germain será obrigado a indenizar o ex-treinador Vahid Halilhodzic. Nesta segunda, o Tribunal da Justiça do Trabalho de Saint-Germain-em-Laye decidiu que o clube deverá pagar chr(128) 3,5 milhões ao bósnio por “licenciamento abusivo”.

Halilhodzic foi demitido em fevereiro de 2005 e exigia uma compensação financeira pela quebra do contrato. “Até onde eu sei, esta é a primeira vez que um clube é condenado a pagar uma quantia tão grande. Para o Tribunal de Justiça do Trabalho, demitir um treinador custa dinheiro”, afirmou Jean-Jacques Bertrand, advogado do bósnio.