No início de sua sexta temporada com a camisa da Juventus, David Trezeguet parece ter afinado o discurso com a Juventus. De contrato novo (até 2008), o jogador deixa de lado os atritos que teve durante a renovação e jura amor ao clube piemontês. E tem uma meta nada simplória: quer superar a marca de Michel Platini com a camisa do clube.

“Quando eu bater a marca de Platini, ele vai me mandar pro inferno, mas logo depois vai me dar os parabéns. Ele sempre dá muito apoio aos jogadores franceses”, disse Trezeguet, em entrevista ao jornal italiano La Stampa. “Não quero só passar Michel. Quero ser comparado a Sivori e Bettega na história deste clube”, afirmou o atacante dos “Bleus”.

David Trezeguet tem 96 gols com a camisa da Juventus, e está a oito da marca de Platini. Omar Sivori, argentino que atuou na década de 60 pela Juve, anotou 167 vezes pelo clube; Roberto Bettega, atacante nos anos 70, balançou as redes em 178 oportunidades.

Trezeguet também falou de como sua esposa está melhor ambientada em Turim. Dizia-se na cidade que Beatriz Trezeguet é quem pressionava David para não renovar o contrato e voltar a morar na França, a exemplo do que já tinha feito Veronique Zidane, esposa de outro ex-juventino famoso.

No campo esportivo, Trezeguet elogiou bastante o trabalho de seu ex-treinador, Marcello Lippi, à frente da seleção italiana (“deu à Itália uma mentalidade juventina”), ao Milan (“é o time italiano em que eu também gostaria de jogar”) e o colega Ibrahimovic (“ele te supreende; faz coisas que ninguém espera”).