Chegou a hora da verdade nas principais competições internacionais deste fim de junho. Tanto a Copa do Mundo Feminina quanto a Copa América chegam às quartas de final, com várias oportunidades para apostar na Spin Sports. E, como já é tradição, a Trivela traz dicas de apostas para que ninguém as desperdice. 

Clique aqui e se cadastre na Spin Sports. Aproveite a promoção de 100% do valor depositado em bônus para apostas grátis. 

França x Estados Unidos, Estados Unidos – 0,25 @ 1.91
Sexta-feira, 16h 

O jogo mais aguardado da Copa do Mundo Feminina. A França tem a vantagem do apoio da torcida da casa. É um time forte, com ótimas jogadoras, mas não brilhou até agora. Precisou de uma desgastante prorrogação para passar pelo Brasil, sofrendo mais do que se imaginava. Os Estados Unidos, maior favorito ao título, passearam na fase de grupos e, embora tenham tido dificuldades nas oitavas contra a Espanha, demonstraram o melhor futebol do torneio por enquanto. Nesse cenário, a cotação 1.92 para o handicap – 0,25 é muito interessante. Em caso de empate, metade do valor apostado é retornado. 

Alemanha x Suécia, vitória Alemanha @ 1.68
Domingo, 13h30

Um confronto equilibrado, mas a Alemanha chega melhor. Embora ainda não tenha atuado tudo que pode, e sem a craque Dzsenifr Marozsán, passou por um grupo difícil, vencendo as três partidas, contra equipes relevantes como Espanha e China, e passeou contra a Nigéria nas oitavas de final. A Suécia teve a facilidade de enfrentar Chile e Tailândia na fase de grupos e foi dominada pelos EUA. Nas oitavas de final, precisou de uma linda defesa de pênalti da sua goleira para bater o Canadá. 

Uruguai x Peru, vitória do Uruguai @ 1.61
Sábado, 16h 

O Uruguai teve uma das melhores atuações da Copa América, contra o Equador, e ganhou um jogo difícil contra o Chile. Suárez e Cavani parecem afiados, e a defesa segue forte como sempre. O Peru, bem comandado por Ricardo Gareca, ficou no 0 a 0 com a Venezuela e chega às quartas de final abalado pela goleada que sofreu do Brasil na última rodada da fase de grupos. Mostrou-se frágil, o que pode ser fatal contra um time sólido como o uruguaio.