A vitória emocionante do Stuttgart sobre o Hertha Berlim, no último sábado, terminou com uma triste notícia ao clube. Presente na Mercedes-Benz Arena, o pai do capitão Christian Gentner passou mal durante a partida e faleceu logo após o jogo, vítima de um ataque cardíaco. No entanto, o meio-campista demonstrou toda a sua força ao seguir em frente depois da tragédia. Apesar da dor e do luto, o símbolo dos suábios preferiu entrar em campo novamente nesta terça-feira, liderando os alvirrubros durante a visita ao Wolfsburg pela Bundesliga.

Ao longo do final de semana, Gentner recebeu diversas mensagens de condolências, inclusive de outros clubes da Bundesliga. O sepultamento de seu pai, Herbert, aconteceu no domingo. Ainda assim, durante a segunda-feira o capitão compareceu ao treinamento e participou das atividades com o Stuttgart. Apesar da oferta do clube, para que ganhasse o descanso até o fim do primeiro turno e permanecesse com a família, o meio-campista de 33 anos se recusou e preferiu se preparar à viagem até Wolfsburg.

“Nestas situações difíceis, cada pessoa age de maneira diferente. Foi claro para nós desde o início que respeitaríamos cada decisão tomada por Christian, tendo em vista os jogos contra Wolfsburg e Schalke neste final de primeiro turno. A atitude de Christian demonstra sua ligação pessoal com o clube e sua extraordinária relação com a família alvirrubra”, declarou Michael Reschke, diretor esportivo do Stuttgart.

Nascido na região de Stuttgart, Gentner chegou ao clube em 1999, aos 14 anos. Passou por diferentes níveis das categorias de base e estreou pela equipe profissional em 2004, fazendo parte do time campeão nacional em 2007. Passaria três temporadas no próprio Wolfsburg, também campeão com o clube em 2009, até retornar aos suábios em 2010. Capitão alvirrubro desde 2013, o veterano é o nono jogador que mais defendeu o clube pela Bundesliga, com 264 jogos, a 74 de igualar o recorde de Karl Allgöwer.

Nesta terça, Gentner usou a braçadeira mais uma vez e, como os demais jogadores do Stuttgart, vestiu uma faixa negra de luto no braço. Segundo o técnico Markus Weinzierl, nos vestiários, o veterano emocionou os companheiros com poucas frases durante a preleção. Já nas arquibancadas, a torcida do Wolfsburg exibiu uma faixa com a mensagem: “Muita força nestes tempos difíceis, Gente!”. Também foi respeitado um minuto de silêncio antes do jogo. Os suábios perderam a partida por 2 a 0 e ocupam a antepenúltima posição na Bundesliga, na zona de repescagem contra o rebaixamento. Agora, com um motivo a mais para lutar.