O trauma da seleção inglesa nas disputas por pênaltis pode promover uma novidade nos amistosos da equipe em 2013. Roy Hodgson admitiu que, em caso de empate, os próximos jogos do English Team poderão contar com penalidades, testando os jogadores sob pressão da torcida.

“Talvez se um dos amistosos terminar empatado, possamos sugerir aos adversários para disputar a vitória nas penalidades. Não é uma má ideia, porque é bem mais relevante bater as penalidades diante de uma torcida do que nos treinamentos. Você tem uma longa caminhada em frente a uma multidão”, afirmou Hodgson à Sky Sports.

O treinador também avaliou que a sina inglesa é uma consequência dos erros do passado: “Nosso problema é que sempre temos o peso do fracasso conosco. Quando os jogadores estão caminhando até a marca da cal, as pessoas prendem a respiração e perguntam se irá acontecer novamente. Realmente precisamos fazer isso direito”.

Desde 1990, a Inglaterra venceu apenas uma das sete disputas por pênaltis nas quais entrou – nas quartas de final da Eurocopa de 1996, contra a Espanha. Já entre os fracassos estão três eliminações em Copas do Mundo (contra a Alemanha, em 1990; contra a Argentina, em 1998; e contra Portugal, em 2006) e três em Eurocopas (contra a Alemanha, em 1996; contra Portugal, em 2004; e contra a Itália, em 2012).