O bandeirinha holandês Richard Nieuwenhuizen, que estava trabalhando em um jogo de juvenis na Holanda, morreu nesta segunda-feira após ser espancado por vários jogadores na partida entre o Nieuw Sloten e o Buitenboys, clube para o qual Nieuwenhuizen trabalhava. Nos jogos entre juvenis na Holanda, é comum funcionários dos clubes apitarem partidas.

Nieuwenhuizen, 41 anos, foi agredido várias vezes pelos jogadores do Nieuw Sloten. Horas depois  desmaiou e foi levado ao hospital, e morreu em frente à própria família. A morte foi anunciada nesta segunda-feira, e consternou o país inteiro. A ministra de esportes da Holanda, Edith Schippers, se pronunciou sobre o caso. “É absolutamente terrível que uma coisa como essa aconteça no esporte holandês”, disse.

Os jogadores que espancaram o bandeirinha têm entre 15 e 16 anos. Três deles foram presos e estão sob custódia da polícia local.