OFERECIMENTO: Spin Sports

O Tottenham conseguiu uma vitória fundamental para a sua caminhada na Champions League. Venceu a Internazionale em Wembley por 1 a 0, graças a um gol de Christian Eriksen, e manteve vivas suas chances de classificação. Melhor ainda para os ingleses, conseguiu inverter a vantagem em relação aos italianos no confronto direto. Como tinha perdido o jogo de ida por 2 a 1 e venceu na volta por 1 a 0, fica à frente pelo gol fora de casa. A definição ficará para a última rodada, com o Tottenham enfrentando o Barcelona no Camp Nou e a Inter recebendo o PSV em Milão.

LEIA TAMBÉM: O PSV bem que lutou, mas qualquer jogo fica duríssimo quando Messi resolve estourar

Nos primeiros 20 minutos de jogo, o Tottenham foi o dono da bola. Só o time inglês teve a posse, sempre no campo de ataque. A Inter, marcando forte, tentava fechar os espaços, mas não ameaçava nem em contra-ataques. O Tottenham, por sua vez, rondava, mas pouco fazia a não ser chutar de fora da área. Ainda assim, se mantinha no campo de ataque e tentando. O início agressivo foi complicado para a Inter lidar, mas a boa marcação do time conseguiu impedir a ação dentro da área. Fora dela, porém, foi diferente e Winks chutou de fora da área e acertou o travessão, tirando gritos da torcida.

Com algumas chances, nenhuma muito clara, o Tottenham foi melhor no primeiro tempo. No final, Radja Nainggolan, que não fazia um bom jogo, acabou substituído. Ele sentiu uma lesão, a mesma que o colocava como dúvida da partida. Entrou Borja Valero em campo. O espanhol mal entrou e teve uma chance de marcar, mas demorou um pouco para finalizar e perdeu a bola.

O início de segundo tempo era bom para a Inter, com o time parecendo mais aceso no ataque. Quem brilhou bem por ali foi Matteo Politano, que deu vida ao ataque da Inter que estava tão pouco acionado no primeiro tempo. Só que o jogo foi sendo equilibrado e, aos poucos, o Tottenham foi voltando a ser perigoso.

Com um banco recheado de opções, o técnico Mauricio Pochettino lançou suas principais armas. Primeiro, Son, que entrou no lugar de Lucas Moura, aos 17 minutos do segundo tempo; depois, entrou Eriksen no lugar de Lamela, aos 15 minutos. E foi com Eriksen que o Tottenham chegou ao gol. EM uma boa jogada de Sissoko pela direita, com uma arrancada, ele tocou para o meio, onde estava Dele Alli, que girou e abriu para Eriksen, pela esquerda, chegar chutando forte, livre de marcação: 1 a 0, aos 35 minutos.

Com o gol, o Tottenham passou a ficar em vantagem no confronto direto com a Inter, pensando em classificação, e assim foi a Inter que passou a ficar um pouco mais desesperada. Houve até uma certa pressão no final, com direito ao goleiro Samir Handanovic na área em um escanteio nos acréscimos. O lateral Asamoah chegou a ter uma boa chance em um rrebote do escanteio, que chutou e a bola explodiu na defesa. O placar final foi mesmo de 1 a 0 para os Spurs.

Com isso, temos uma última rodada bastante movimentada. No dia 11 de dezembro, o Tottenham vai até o Camp Nou enfrentar o Barcelona. Precisa vencer para se classificar sem depender de ninguém. A Inter receberá o PSV, em Milão, precisando de um resultado melhor que os ingleses. Se a Inter vencer, o Tottenham não pode vencer; se a Inter empatar, precisa que o Tottenham perca do Barcelona. Caso os dois times tenham resultado igual, seja vitória, empate ou derrota, o Tottenham se classifica pelo confronto direto, já que os times estão empatados em pontos. Tem tudo para ser de tirar o fôlego. E o Barcelona será o fiel da balança para definir a classificação.