O Tottenham perdeu a chance de conquistar três pontos e manter-se em quinto na tabela da Premier League. Diante do lanterna, Norwich, os Spurs ficaram mais perto da derrota do que da vitória. Não só o time de José Mourinho perdia por 2 a 1, como ainda o Norwich teve um gol bem anulado por impedimento de Teemu Pukki por centímetros – o que só mostra que os mandantes é quem perder dois pontos com a igualdade no placar.

O pior para o Tottenham é que o Norwich seguiu o mesmo nível de atuação das últimas rodadas, ou seja, fraco. Nem mesmo Pukki se salvou. O problema é que do outro lado, os Spurs fizeram uma partida muito fraca. Talvez influenciado pelo físico – o time se desgastou demais na rodada passada -, mas o fato é que o time rendeu tão pouco que o empate pode ser considerado um ponto conquistado.

Mourinho insistiu em um esquema tático que não foi tão bem no jogo passado, em um 3-1-4-2. Juan Foyth, pela direita, foi um falso lateral, na verdade sendo um terceiro zagueiro e deixando Serge Aurier mais à frente. As novidades vieram no meio-campo, com Christian Eriksen e Giovani Lo Celso, dois que entraram muito bem no jogo passado.

Com erros na sua saída de bola, o Tottenham ofereceu uma boa chance para o Norwich marcar. Uma? Na verdade, duas. Na primeira, quem vacilou foi Tanguy Ndombélé e Marco Stiepermann finalizou para fora. Na segunda, foi Foyth que bobeou, perdeu a bola e Mario Vrancic marcou: 1 a 0, aos 18 minutos.

O Norwich poderia ter ampliado o marcado depois de um belo lançamento longo de Vrancic para Pukki, que dominou bem a bola e finalizou no canto. A comemoração foi intensa, mas o VAR foi acionado e o impedimento foi marcado. Foi por centímetros, o que deixou muitos ingleses revoltados, mas foi marcado. Impedimento não tem subjetividade, então é marcado, seja por qual distância for. O Tottenham escapou de um segundo gol que poderia complicar demais.

O empate do Tottenham veio em uma cobrança de falta, já no segundo tempo. Eriksen cobrou com perfeição, da entrada da área, e marcou um golaço para o time de Londres: 1 a 1 no placar. Poderia significar uma volta ao jogo, mas o desempenho não melhorou tanto quanto o esperado.

Só que as coisas complicaram de novo aos 16 minutos. Em um passe de Emiliano Bundía para Pukki, Toby Alderweireld tentou cortar, mas o seu toque na bola ainda fez a bola bater em Aurier e entrar. Gol contra do francês, evidentemente sem querer, mas que voltou a deixar o time da casa em vantagem.

O empate veio com quem poderia salvar. Harry Kane recebeu lançamento dentro da área, fez o corte e sofreu a falta. Pênalti que ele mesmo bateu e empatou o jogo, aos 38 minutos. O empate por 2 a 2 salva um ponto para os Spurs, mas continua sendo um tropeço. Afinal, o jogo contra o lanterna, para um time como o Tottenham, com ambições maiores, não deveria ser um problema. O cansaço pelo fim de ano é um fator que pode ser acionado, mas acaba não explicando todos os fatores.

Classificações Sofascore Resultados