O esporte é um dos grandes palcos para protestos, dos mais diversos tipos. Recentemente, estrelas da NBA, como o craque LeBron James, vestiram camisetas com os dizeres “I can’t breath”, em referência a Eric Garner, morto asfixiado por policiais, e que disse essa frase em vídeo enquanto era enforcado pelos policiais. No México, aconteceu mais uma manifestação. Você deve ter visto sobre os estudantes desaparecidos no México em um protesto, no último mês. Se não leu a respeito, a EBC fez uma ótima matéria para esclarecer o caso aquiDaniel Cassol relacionou o caso com o esporte aqui.Basicamente, 43 estudantes sumiram depois de serem atacados pela polícia em um protesto. A suspeita é que todos tenham sido assassinados após serem entregues ao cartel local. O governo mexicano está pisando em ovos no caso, que está dando o que falar. Então, a torcida do Pumas resolveu fazer um protesto louvável no jogo contra o América, um dos times mais populares do país.

INGRESSOS: Torcida do Liverpool preparou um protesto criativo contra o alto preço dos ingressos

Em um estádio Azteca lotado, os torcedores do Puma começaram uma contagem até 43. Ao final, pediram justiça, em referência ao caso de Iguala. Um protesto sonoro e que precisa ser ouvido. O futebol é parte da cultura e da sociedade e, por isso, é inevitavelmente misturado à política e ao que acontece no país. Assista: