Torcida do Dortmund criou álbum gigante para dizer que a Liga Europa é a figurinha que falta

A Muralha Amarela deu mais uma prova de criatividade antes da vitória dos aurinegros sobre o Porto

O Borussia Dortmund segue com suas esperanças na Bundesliga, por mais que a perseguição ao Bayern de Munique seja dura. No entanto, se os aurinegros pintam como favoritos a conquistar uma taça continental nesta temporada, a torcida espera o empenho da equipe na Liga Europa. E exatamente isso que a Muralha Amarela indicou na estreia dos alemães nos 16-avos de final, contra o Porto. Os ultras prepararam uma coreografia genial para escancarar a sua vontade antes da vitória por 2 a 0 sobre o Porto, no Signal Iduna Park.

VÍDEO: Por que os mata-matas da Liga Europa podem ser até mais legais que os da Champions

O Dortmund ergueu um álbum de figurinhas gigante atrás do gol. Além de imagens históricas da equipe, era possível ver cinco taças: a Salva de Prata da Bundesliga, a Copa da Alemanha, a Recopa Europeia, o Mundial de Clubes e a Champions. Todas já conquistadas pelo clube e coladas no álbum. No entanto, havia um retângulo vago na segunda página. E eis que surgiu um pacote aberto, com a figurinha brilhante da taça da Liga Europa. Recado bem claro de quem quer vê-lo completo.

Durante a antiga Copa da Uefa, o Dortmund quase conquistou o troféu em duas oportunidades. Em 1993, os alemães perderam a final para a Juventus de Roberto Baggio e Gianluca Vialli – que também contava com Andreas Möller, Jürgen Kohler e Júlio César, que quatro anos depois ergueriam a Champions com o BVB. Já em 2002, o time de Amoroso, Kohler, Rosicky e Lehmann perdeu a decisão para o Feyenoord – em partida coincidentemente realizada na casa dos holandeses, o Estádio De Kuip.

Já nesta quinta, o Dortmund começou bem a sua caminhada em busca pelo título inédito. Dominante durante a maior parte do jogo contra o Porto, marcou um gol em cada tempo. Piszczek aproveitou cobrança de escanteio para abrir o placar na primeira etapa. Já no segundo tempo, após boa troca de passes, o chute desviado de Marco Reus tirou Casillas do lance e morreu no fundo das redes. E a trave ainda salvou os portugueses duas vezes, em tentativas de Schmelzer e Mkhitaryan. Boa maneira de responder aos seus torcedores.

album