Em qualquer canto do mundo, é normal que a torcida do time visitante seja sempre menor em relação à da equipe da casa. Em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Sueco, no entanto, a diferença entre o número de torcedores do Kalmar e do Gefle foi um tanto desproporcional. Quer dizer, quase não teve instrumento para que houvesse comparação. Isso porque apenas um fã do Gefle viajou cerca de 700 milhas para acompanhar seu clube do coração e empurrar o time fora de casa. E a torcida de um homem só foi suficiente para que os visitantes fizessem 1 a 0 em cima dos anfitriões e tivessem sua primeira vitória em 12 jogos na última quarta-feira.

VEJA TAMBÉM: Garoto de 12 anos com câncer foi líder dos ultras do Napoli por um jogo

Peter Bornegrim teve sua recompensa após fazer um trajeto de pouco mais de seis horas de duração para apoiar a equipe de Gävle, que, no momento, ocupa o penúltimo lugar na tabela de classificação. Porém, com a vitória diante do Kalmar, o Gefle se aproximou do número de pontos que tem o Helsingborg, que está na posição que dá direito a disputar playoffs para evitar o rebaixamento. O homem era o único torcedor do time visitante no Fredriksskans, e vibrou o triunfo, que trouxe à tona a expectativa de ascender na tabela e se safar de ir para a segunda divisão do campeonato, incessantemente enquanto todos os jogadores se posicionaram à frente da arquibancada e comemoraram o feito com seu mais fiel apoiador.