Quando alguém te disser que o alemão St. Pauli é o clube mais legal do mundo, acredite, porque é verdade. Um dia após a entrevista de Robbie Rogers, jogador americano que se declarou gay e disse ser impossível continuar no futebol depois disso, os torcedores do time da segunda divisão alemã fizeram uma manifestação nas arquibancadas contra homofobia e em apoio ao jogador. Sim, é isso mesmo. E olha que Rogers não passou nem perto de jogar no time – o americano jogou na Holanda, Inglaterra e nos Estados Unidos.

LEIA MAIS:
Jogador assume ser gay e diz que é impossível continuar no futebol

Foi no jogo contra o Paderborn, no domingo. Os cartazes fazem apologia ao casamento gay e trazem balões coloridos e mensagens de apoio aos gays, banners com arco-íris e uma mensagem que dizia: “Futebol é tudo, até gay”. E é bom lembrar que o St. Pauli foi o primeiro clube a ter um presidente assumidamente homossexual, Cornelius Littmann, conhecido como Corny Littman.

O jogo acabou 2 a 2. Tudo igual. Como a torcida do St. Pauli acha que tem que ser em relação aos gays. Que todos tenham direitos iguais de praticar seus esportes, ter suas profissões e poder manifestar sua sexualidade como quiser. Veja os vídeos:

Por sinal, o empate do St. Pauli foi com um gol de goleiro. Um jogo épico.