O clima no Paris Saint-Germain está tenso. Depois da morte de um torcedor por um policial à paisana após o jogo contra o Hapoel Tel-Aviv, nesta quinta-feira, pela Copa Uefa, um grupo de torcedores tentou agredir os jogadores do clube nesta manhã.

Cerca de 40 pessoas estavam na entrada do centro de treinamento do clube, em Camp des Loges. Eles protestaram contra mais uma derrota da equipe – o PSG perdeu para a equipe israelense em pleno Parc des Princes por 4 a 2.

O defensor Bernard Mendy e o atacante Amara Diané tentaram conversar com os torcedores, mas a situação piorou. Os fãs tentaram agredir os dois atletas, e os seguranças do clube intervieram para tirar os jogadores do meio da confusão.

Na Ligue 1, o PSG ocupa a 14ª posição com 16 pontos, cinco a mais do que o Nantes, antepenúltimo e que está na zona de rebaixamento. Na semana passada, o time perdeu para o Bordeaux por 2 a 0 no Parc des Princes, a quarta derrota em casa da equipe pelo torneio.