Titular da Seleção, Lodi elege seus laterais esquerdos favoritos: “Robertson e Davies são excepcionais”

Pouco mais de um ano após se transferir ao Atlético de Madrid, Renan Lodi já está estabelecido no futebol europeu e também na seleção brasileira. O lateral esquerdo tornou-se nos últimos tempos a opção número um de Tite na escalação da Canarinho e, com propriedade para falar no assunto, bateu um papo com o site da Fifa sobre sua posição, elegendo os melhores do mundo em sua opinião e também revelando suas inspirações.

[foo_related_posts]

Perguntado sobre quem seria o melhor do planeta atualmente, Lodi não hesitou: “O Robertson, do Liverpool, e o Alphonso Davies, do Bayern de Munique, são jogadores excepcionais. O Davies é ainda mais jovem que eu, e o Robertson ainda é jovem. São grandes jogadores e têm muito potencial”.

Com apenas 22 anos, o brasileiro não conseguiu acompanhar em detalhes Roberto Carlos enquanto o ex-jogador ainda atuava. Mesmo assim, o ídolo do Real Madrid segue como uma de suas referências, com nomes mais atuais completando a relação de laterais esquerdos que Lodi gostava de ver jogar.

“O Roberto Carlos foi um grande jogador, mas não vi muito dele porque sou jovem. Gosto muito do Filipe Luís, do Alex Sandro, a quem assisto bastante – a maneira como ele defende, como lê o jogo. O Marcelo também”, elencou.

Treze meses atrás, Lodi ainda não havia sido convocado para a seleção brasileira, mesmo brilhando no Athletico Paranense. Depois de sua transferência para o Atlético de Madrid, passou a ter espaço com Tite e, nos últimos meses, ganhou a titularidade. Em sete jogos pela Seleção, já soma três assistências, virando elemento importante do ataque do Brasil.

Lodi brincou que é quase um atacante na seleção brasileira e revelou ter mais liberdade para atacar pela Canarinho do que pelo Atlético de Madrid, com Simeone: “Não é assim no clube. Gosto muito (de ir à frente). Porém, com o Tite, ele me pede para subir, sim, mas também para sempre manter minhas responsabilidades defensivas”.

Falando sobre o espaço conquistado na equipe brasileira, sobretudo a titularidade, Lodi afirmou sentir um imenso orgulho. “Você pensa em quantos jogadores sonharam com isso, jogadores e pessoas que fazem outras coisas. Amo vestir a camisa do Brasil. Estou aprendendo o máximo possível de cada jogador, de cada treinador. Tenho muito orgulho de estar aqui e estou amando cada segundo.”

Com encontro marcado com o Uruguai na noite desta terça-feira (17), pela quarta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo 2022, Renan Lodi refletiu sobre o início de campanha do Brasil até aqui, com 100% de aproveitamento em três jogos, dez gols feitos e apenas dois sofridos.

“Estamos muito felizes. O ambiente no elenco é incrível. Não daria para citar uma coisa negativa sequer – todos os jogadores querem ajudar uns aos outros. Estamos muito felizes com os primeiros três resultados. Nove pontos, o máximo. Mas temos um grande jogo contra o Uruguai e queremos mais. Queremos ter boas atuações e continuar conquistando pontos”, projetou.