A todo vapor desde janeiro, o Torneio Apertura do Campeonato Boliviano realizou nesta sexta-feira o seu primeiro Superclássico Paceño. E os torcedores terão muitas histórias para contar, sobretudo os do Bolívar, após uma vitória emocionante de sua equipe: os celestes derrotaram o Strongest por 5 a 4, e de virada. Até o início do segundo tempo, os aurinegros mantinham uma vantagem de dois gols no placar, mas os acadêmicos foram capazes de reverter a diferença e arrancar um triunfo memorável no Estádio Hernando Siles.

Seria um clássico de muitos gols desde o primeiro tempo. O Strongest abriu o placar aos quatro minutos, com Jair Reinoso, até que Marcos Riquelme empatasse aos nove. A trocação continuou aos 19. Walter Veizaga ampliou aos atigrados graças a um frango do goleiro Guillermo Vizcarra, mas de novo o Bolívar reagiu de imediato. Quatro minutos depois, Daniel Vaca defendeu o pênalti cobrado por Juan Carlos Arce e Victor Abrego aproveitou o rebote. Contudo, entre os 33 e os 36, os aurinegros finalmente abriram vantagem. O brasileiro Willie fez o terceiro cobrando pênalti, enquanto um contra-ataque permitiu o quarto, de Jeyson Chura.

No segundo tempo, a partida parecia nas mãos do Strongest. Foi então que o clássico virou ao Bolívar, com outra postura. O resgate começou aos nove minutos, quando Marcos Riquelme descontou de cabeça. Em mais uma jogada de Riquelme, Erwin Saavedra colocou-se como protagonista e empatou o jogo um minuto depois. A igualdade persistiria, até que o próprio Saavedra decretasse a virada celeste aos 34. A partir de um erro da zaga, o herói aproveitou a meta vazia e determinou a vitória por 5 a 4.

Neste início de campanha, apenas o Bolívar briga pelo topo da tabela no Apertura. Os celestes somam 15 pontos em oito partidas e aparecem na terceira colocação, um ponto atrás do líder Royal Pari. Já o Strongest faz uma campanha morna e aparece no modestíssimo 12° lugar. Os atigrados, além do mais, caíram nas preliminares da Libertadores diante do Atlético Tucumán. O Bolívar ainda entrará no torneio continental, sorteado no mesmo grupo do Palmeiras.