A Major League Soccer está longe de ser uma das grandes ligas do mundo, mas tem algo que nós invejamos aqui: uma atuação importante em uma área que nós sempre falamos: igualdade de direitos. Nesta sexta-feira,  a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu tornar legal o casamento de pessoas do mesmo sexo em todos os 50 estados. Não há mais lugar nos Estados Unidos onde esse direito é negado. É uma grande conquista, que foi comemorada pelo Twitter oficial da MLS e por diversos clubes da liga, além de jogadores que atuam por lá.

Aqui na Trivela já tratamos da questão da homofobia no futebol. Esse é o tipo de coisa que precisa ser combatida sempre, como racismo e todos os tipos de preconceito. Já escrevemos um questionamento aqui sobre Por que bicha é xingamento? e como a Alemanha é pioneira no combate a homofobia. E, claro, também comemoramos a decisão da Suprema Corte, simplesmente porque é uma decisão que dá os direitos que já deveriam ser das pessoas. #LoveWins

LEIA TAMBÉM: Robbie Rogers questiona Fifa: “Como homossexuais jogariam nas Copas da Rússia e do Catar?

O Twitter da própria MLS começou a onda, que foi seguida por jogadores e clubes:

Já falamos muito de Robbie Rogers, jogador do Los Angeles Galaxy, que chegou a abandonar a carreira e voltou a jogar no seu país. Ele comentou sobre homofobia no futebol com autoridade de quem viveu isso na pele. Ele também comemorou no Twitter:

Um dos grandes jogadores da história do futebol nos Estados Unidos, Landon Donovan, foi outro a comentar o assunto e comemorar essa conquista.

Muitos clubes se manifestaram, todo mundo colocando arco-íris e mostrando apoio à decisão da Suprema Corte: